Respostas

2013-08-26T23:16:35-03:00
O fim do Estado Novo

A guerra dos aliados contra o nazi-fascismo na Europa foi aproveitada a pelos grupos liberais brasileiros para combater o fascismo interno do próprio estado novo.

Consciente do perigo, GV procurou liderar uma abertura democrática: fixou prazo para a próxima eleição presidencial, concedeu anistia ampla a todos os condenados políticos.

Nesse ambiente de democracia deu - se a criação de diversos partidos políticos:
- PSD e PTB: Criados por GV. Populistas, mas com nacionalismo econômico
- UDN: Entreguista - defende a liberação da economia para o capital estrangeiro
Além disso, foi permitida a legalização do PCB.

Durante a campanha presidencial, GV apoiava Eurico Gaspar Dutra, mas às escondidas estimulava um movimento popular que pedia a sua permanência no poder (queremismo). Não deu certo. Dutra ganhou as eleições e GV é deposto. 












Espero ter ajudado !
2013-08-26T23:54:10-03:00
O Estado Novo é o nome que se deu ao período em que Getúlio Vargas governou o Brasil de 1937 a 1945. Este período ficou marcado, no campo político, por um governo ditatorial.
O Golpe de Estado de 1937
Em janeiro de 1938 deveriam ocorrer as eleições presidenciais. Porém, alegando a existência de um suposto plano comunista (Plano Cohen) e aproveitando o momento de instabilidade política pelo qual passava o país, Getúlio Vargas deu um golpe de estado em 10 de novembro de 1937. Vargas contou com o apoio de grande parte da população (principalmente da classe média com medo do comunismo) e dos militares. Começou assim um período ditatorial. 
Após o golpe, Vargas fechou o Congresso Nacional e impôs um nova constituição (apelidada de “polaca”) com várias características anti-democráticas. 
Realizações e fatos deste período:
- Censura aos meios de comunicação (rádios, revistas e jornais) e às manifestações artísticas como, por exemplo, teatro, cinema e música; 
- Criação do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) para promover e divulgar as realizações do governo; 
- Perseguição e, em alguns casos, prisão de opositores e inimigos políticos; 
- Repressão às manifestações políticas e sociais (protestos, greves, passeatas); 
- Controle dos sindicatos; 
- Criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) em 1943, garantindo vários direitos aos trabalhadores; 
- Criação da Justiça do Trabalho, da carteira de trabalho, salário mínimo, descanso semanal remunerado, jornada de trabalho de oito horas e regulamentação do trabalho feminino de menores de idade; 
- Centralização administrativa do estado (aumento da burocracia estatal); 
- Criação de um nova moeda, o cruzeiro; 
- Investimentos em infra-estrutura e ênfase no desenvolvimento industrial (criação da CSN – Companhia Siderúrgica Nacional e Companhia Vale do Rio Doce); 
- Participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado dos aliados (Inglaterra, Estados Unidos e União Soviética), com o enviou da FEB (Força Expedicionária Brasileiras) aos campos de batalha na Itália.
Fim do Estado Novo
Com o final da 2ª Guerra Mundial (1945) e a derrota das nações fascistas, a opinião pública começou a contestar o regime ditatorial varguista. Intelectuais, artistas, profissionais liberais e grande parcela do povo queriam a volta da democracia ao país. A pressão para a renúncia de Vargas aumentava a cada dia. No dia 29 de outubro de 1945, um movimento militar, liderado por generais, depôs do poder Getúlio Vargas. 

Conclusão

O governo de Vargas, durante o Estado Novo, apresentou pontos positivos e negativos para o país. Na área econômica, o país fez grandes avanços com a modernização industrial e investimentos e infra-estrutura. Os trabalhadores também foram beneficiados com leis trabalhistas, garantindo diversos direitos. Porém, no aspecto político, o Estado Novo significou a falta de democracia, censura e aplicação de um regime de caráter populista.