Tarefa

Foto de perfil do usuário dafiniribeiro

: De acordo com o historiador Ronaldo Vainfas (Dicionário do Brasil Colonial – de 1500 a 1808), “as capitanias hereditárias constituíram a forma de

: De acordo com o historiador Ronaldo Vainfas (Dicionário do Brasil Colonial – de 1500 a 1808), “as capitanias hereditárias constituíram a forma de administração inicial dos domínios atlânticos portugueses, primeiro nas ilhas atlânticas e depois no Brasil e em Angola  [constituindo-se tal sistema] a partir do modelo do antigo senhorio português de fins da Idade Média, então ajustado ao contexto ultramarino”. No que se refere à regulamentação do funcionamento deste modelo de colonização adotado na América Portuguesa, a partir de 1534, podemos afirmar que:I – Ela se deu a partir de alvarás, editados pelos principais tribunais portugueses e que concediam ampla autonomia política e financeira aos capitães-donatários.II – Ela se deu através da Carta de Doação e do Foral que, dentre outros temas, tratava da definição da jurisdição, dos privilégios e das obrigações dos capitães-donatários.III – Ela se fixou através de decretos reais que continham a nomeação dos capitães-donatários como administradores das capitanias, os quais eram sempre funcionários reais, com formação em Direito.Após analisar cada uma das afirmativas acima (verificando se elas estão CORRETAS ou ERRADAS), assinale, dentre as alternativas apresentadas abaixo, a que melhor reflete o resultado de sua análise: por Dafiniribeiro

Tem dúvidas sobre esta tarefa? Pergunte!

Peça mais detalhes ao usuário Dafiniribeiro

Respostas

Respostas

Foto de perfil do usuário donizetego
Donizetego respondeu
Bom dia, estou fazendo esse mesmo exercicio. constata-se qu nessa questão apenas II é correta.
  • 2 comentários
  • denunciar!
  • Obrigado (29)
  • Avaliar

Comentários

  • Foto de perfil do usuário valeriavictori Eu marquei a questão dois também. Valeu!Valeriavictori
    denunciar!
  • Foto de perfil do usuário pauloroldan Achei que era esta, também valeu...Pauloroldan
    denunciar!
Escreva aqui seu comentário...