Respostas

2013-09-02T10:34:20-03:00
Ao atingir um hospedeiro, o Trichomonas vaginalis encontra condições favoráveis e passa a multiplicar-se por divisões binárias sucessivas, colonizando-se. Não há formação de cistos. Estruturas semelhantes a cistos encontradas fora davagina e na secreção da uretra de indivíduos infectados são trofozoítos degenerados e destinados a morrerem se não encontrarem ambiente adequado.Na mulher, os sintomas mais comuns da doença é a presença de edema na vagina, manchas avermelhadas na vulva, leucorréia (corrimento branco-amarelado), prurido intenso, cervicite e dor ao urinar. Já nos homens a infecção geralmente é assintomática, aparecendo às vezes uretrite com corrimento purulento, ligeira dor durante a micção e inflamação na próstata. Infecções crônicas podem permanecer latentes durante anos transformando o homem em um vetor. Em casos mais graves, tanto para homens como para mulheres o Trichomonas impede o ato sexual. Além disto, pode diminuir a vitalidade dos espermatozóides, reduzindo a chance de concepção durante esses períodos.Para evitar este tipo de doença, deve-se melhorar as condições higiênicas, usar preservativos no ato sexual e evitar usar roupas que não sejam de uso próprio. Qualquer corrimento anormal que apareça é importante consultar um médico que fará os exames necessários para diagnosticar a doença. O médico solicitará uma amostra da secreção da vagina ou do pênis. O material é semeado em meios de cultura ou examinado imediatamente após a coleta, pois passado algum tempo os trofozoítos podem perecer, dificultando o exame fresco ou não se reproduzindo na cultura. Para tratar a tricomoníase, geralmente usa-se o fármaco metronidazol (Flagyl).