Respostas

2013-09-03T14:44:04-03:00

Cerca de 90% dos desastres naturais no mundo são ligados a fenômenos climáticos, segundo o diretor da Organização Mundial da Meteorologia (OMM), Dieter Schiessl.

Daí a importância das previsões meteorológicas para a sociedade, sobretudo em tempos de aquecimento global, defende o especialista.

Leia entrevista com Dieter Schiessl:

- Os efeitos do aquecimento podem ser devastadores, sobretudo para países em desenvolvimento. Como evitá-los? 

Os países em desenvolvimento em geral enfrentam uma situação particularmente difícil. É preciso investir em qualidade de vida, se desenvolver de maneira sustentável e ainda proteger o clima. É difícil explicar às pessoas que se deve investir em novas tecnologias ou em meio ambiente, quando há carências importantes em áreas como saúde e educação. Por outro lado, estes países têm consciência de que o aquecimento global prejudica a população, afetando milhares de pessoas com secas e fome.

- As informações meteorológicas influenciam decisões sociais e econômicas do dia-a-dia?

O clima influencia todas as pessoas de todas as maneiras possíveis. Fortes chuvas têm impacto sobre a vida do cidadão comum e conseqüências sobre a agricultura. Os problemas da sociedade se agravam e se tornam muito sérios quando o clima provoca extremos. Todos sofremos com os desastres. As informações permitem que se façam planos ou se desenvolvam mecanismos de proteção. Ajudam a reduzir os impactos sobre a vida das pessoas. Cerca de 90% de todos os desastres naturais que assolam o mundo são causados por fenômenos relacionados ao tempo. Fortes chuvas, ciclones, secas extremas, ressacas...

- Quais foram os impactos nos últimos anos?

Durante a década de 90, se estima que até 500 mil pessoas tenham morrido de fome em função de fenômenos naturais como a seca. Ciclones tropicais podem ter matado entre 200 mil e 300 mil cidadãos no mesmo período, assim como as cheias dos rios teriam provocado 100 mil mortes. Tempestades fortes e raios provocaram entre 10 mil e 15 mil óbitos. Deve-se ter em mente que o número de mortes foi reduzido nos últimos 15 anos devido a medidas de proteção tomadas pelos países.

- Existem estimativas dos prejuízos?

No mesmo período de 10 anos, os prejuízos provocados por inundações de rios chegaram a US$ 200 bilhões, enquanto aqueles ocasionados por ciclones tropicais somaram US$ 110 bilhões.Sem falar nas vidas perdidas.

- Com base nestes dados, o que esperar dos próximos anos, se nada for feito para conter o aquecimento global?

Nos últimos 10 anos, a ocorrência de desastres foi muito maior do que no passado, assim como a sua intensidade. Isso deve continuar acontecendo se nada for feito. No entanto, não dá para estimar como isso se traduziria no número de mortes e no volume de prejuízos porque muitas medidas de proteção vêm sendo tomadas.