Respostas

2012-12-06T00:00:15-02:00

ai vao  algumas dicas amiga1. A apresentação direta de seu ponto-de-vista ou argumento básico:

“A convivência com um dependente de álcool ou drogas, além de todos os seus reveses, também pode se tornar um vício poderoso, uma doença. Mães, mulheres e irmãos de dependentes costumam assumir para si a tarefa de consertar a ovelha negra da família. Quando dão por si, passaram a viver em função do problema alheio. Ora se comportam como salvadores, ora assumem o papel de vítima, ora cooperam e alimentam ainda mais o vício.”

2. A própria indagação do tema, transformando-o em interrogação e/ou fazendo perguntas sobre ele:

“Será que existem fatos ( não preconceitos ) a confirmarem a inépcia ou mesmo a inferioridade de certas raças, estacionadas durante o processo evolutivo, a meio caminho entre o animal e o homem? São perguntas, não afirmações. Mas, por que admitiríamos, no plano individual, a existência de gênios e retardados e tememos fazê-lo no plano racial?”

(Emir Calluf, Gazeta do Povo)


3. Uma definição do tema a ser questionado:

“A gíria é um patrimônio comum, é um instrumento de comunicação que parece imprescindível, sobretudo, para a juventude. Até mesmo as gerações que a condenavam acabaram por assimilar algumas expressões de maior ocorrência.”

(Thaís Montenegro Chinellato)


4. Uma análise do tema, um esquema de suas partes ( que, geralmente, serão questionadas uma a uma no desenvolvimento da redação):

“O espírito humano é por natureza curioso, reflexivo. O mundo que o instiga a pensar deve também instigá-lo a desafiar, criticar e questionar as idéias que a coletividade e a sua cultura oferecem. Trabalhamos idéias quando escrevemos.”5. Usando dados da História:

Desde que aprendeu a manejar o fogo e a roda, o homem passou a gerar uma força produtiva, a qual desencadeou as invenções, as conquistas e o progresso. Mas essa produtividade prejudicou o relacionamento entre os povos, assim como entre patrão e empregado, no domínio pela tecnologia e na exploração da mão-de-obra.

6. Uma Citação que será ratificada ou negada:

“ 'Navegar é preciso, viver não é preciso'. Com leve estremecimento de susto aplica-se o antigo verso do poeta Fernando Pessoa ao sistema de informação, pesquisa e correspondência por computador, a comunicação on line, a Internet.”7. Expondo o ponto de vista oposto com o fim de combatê-lo durante o desenvolvimento:8. Com dados estatísticos:9. Alguns fatos representativos:

2012-12-06T17:42:05-02:00

                O principal segredo para escrever bem é, além de ler muito, treinar bastante. Quanto mais você pratica o hábito de ler e também de escrever, melhor serão os seus textos.

Antes de começar a dar dicas sobre como escrever uma redação, saiba qual a diferença entre uma redação dissertativa e uma redação argumentativa

Redação Dissertativa: Esse texto tem o propósito de informar, ou seja, através da dissertação são transmitidas informações para o leitor. Redação Argumentativa: Esse texto tem o propósito de convencer o leitor, fazendo com que passe a ter a mesma opinião que o autor.  Redação Dissertativa-Argumentativa: Esse texto é composto pela junção dos dois tipos apresentados acima, o dissertativo e o argumentativo. Isso significa que um texto que, ao mesmo tempo, explique um tema e instigue o leitor a seguir a opinião do autor, é considerado como dissertativo-argumentativo.

Confira algumas dicas que preparamos para você!

 

Saiba criticar:Criticar é saber discutir sobre o assunto abordado, expor a sua opinião de forma sutil e apresentar o seu ponto de vista de forma clara. Não basta apenas indicar quais são os pontos negativos de determinado assunto, saiba apontar as qualidades também, mas sempre de forma verdadeira e cautelosa.

Mas como você consegue discutir sobre algum tema se não conhece nada sobre ele? Por isso, a próxima dica é:

 

Mantenha-se bem informado:Não há segredo! Para ficar bem informado você deve buscar pela informação. Atualmente, há diversas formas de conseguir se informar, seja através de jornais impressos, pela internet ou televisão. É bom ficar atento à qualidade da notícia e a importância dela para a sua redação. Notícias relacionadas com a vida dos famosos, por exemplo, dificilmente serão aproveitadas em uma redação dissertativa.

Não foque em apenas um tipo de noticiário, procure estar a par de acontecimentos variados, tanto no Brasil como no mundo. Política, esportes, fenômenos climáticos, economia, acontecimentos históricos são algumas das notícias que poderão servir como base para a criação de uma dissertação.

 

Utilize bem o português

De nada adianta possuir boas ideias para argumentar, discutir e expor sua opinião se você não possuir domínio sobre a língua portuguesa. Aprender a utilizar o português de forma correta é fundamental para que sua redação tenha credibilidade.

Para utilizar bem o português é necessário conquistar o hábito de ler e escrever com frequência.

 

Relacione as informações:Adquirir uma grande bagagem de informações é bastante simples, mas relacioná-las de forma correta para que a redação não fique sem sentido pode não ser tão fácil assim.

Primeiramente, procure reunir todas as suas ideias e elaborar um esqueleto para o seu texto. A partir desse esqueleto, comece a inserir as informações. Fique atento para não ser redundante.

Em cada parágrafo, busque associar o maior número de informações e interligar um parágrafo ao outro. A redação deve seguir um fluxo e estar bem clara e coesa.

 

Evite cópias: Criatividade é um requisito indispensável para uma boa redação. Utilizar trechos copiados de outros autores pode prejudicá-lo na condução do texto. Além disso, você corre o risco de fugir do tema proposto.

Improvise: Se você perceber que está fugindo um pouco do tema, mas não quer perder todo o conteúdo elaborado até o momento, procure improvisar. Veja como fazer uma relação entre o que foi construído com o assunto proposto. Essa é uma forma de treinar a sua criatividade também.

 

Leia bastante:Ler ainda é a melhor forma de melhorar o vocabulário, a escrita e de relacionar as ideias. Por isso, leia bastante! Procure livros, jornais, textos na internet, crônicas, etc. Todo tipo de leitura é válido.

Você com certeza irá perceber a diferença!

 

Faça com entusiasmo:Procure colocar entusiasmo em todas as suas ações. E isso vale também para a elaboração de uma redação dissertativa, argumentativa ou ambas. Podemos considerar a dedicação e o entusiasmo como combustíveis para a sua criatividade. Tudo que é feito com vontade possui um resultado melhor.