O mito da caverna, ou , alegoria da caverna é um texto de Platão para explicar a teoria das ideias. Nessa alegoria (fantasia) o filósofo dividiu a realidade em dois mundos: o mundo das ideias e o mundo sensível ( das sensações). Dentro da caverna, no mundo sensível as pessoas são prisioneiras em um mundo de sombras projetadas na parede. Se fossemos resumir a condição o argumento de Platão diríamos que aqueles homens presos, acorrentados e condenados a olharem somente as sombras, viviam

2

Respostas

2013-10-18T01:15:40-03:00
No Mito da Caverna, o que veriam estes seres?  A iluminação proveniente da entrada da caverna,projetava as sombras das pessoas na parede do fundo da caverna. Supondo a seguir que existissem algumas pessoas, uns prisioneiros, carregando para lá e para cá, sobre suas cabeças, estatuetas de homens, de animais, vasos, bacias e outros vasilhames os habitantes desse triste lugar só poderiam enxergar o bruxu-leio das próprias sombras e das sombras daqueles objetos, surgindo e se desfazendo diante deles.
2013-10-18T12:38:39-03:00
Aqueles homens viviam nas trevas da ignorância. Acostumados a ver  somente as sombras projetadas e obviamente distorcidas não acreditavam em outra realidade senão aquela.
1 5 1