Rasileiros ‘descobrem’ mobilização em redes sociais durante protestos

A mobilização de usuários do Facebook e do Twitter, os dois sites de redes sociais mais acessados do Brasil, foi considerada uma das principais forças por trás das manifestações que atingiram todo o país durante o mês de junho. Na internet, tanto usuários experientes quanto iniciantes se tornaram organizadores, comentaristas e protagonistas dos protestos.

O Twitter é apontado por usuários entrevistados pela BBC Brasil como uma das principais fontes de informação em tempo real sobre o que acontecia durante as manifestações. O Facebook, por outro lado, foi usado principalmente para organizar atos de protesto e demonstrar posicionamentos políticos.

Facebook e Twitter não divulgaram dados sobre o número de perfis novos criadas no Brasil no período. No entanto, um levantamento da consultoria Serasa Experian, divulgado pelo jornal Valor Econômico, aponta que o Facebook teve uma taxa de participação (perfis de usuários que tiveram atividade) de 70% dos brasileiros com presença no site no dia 13 de junho ─ o terceiro pico de participação do ano. O Twitter, por sua vez, contabilizou cerca de 11 milhões de tweets com a palavra "Brasil" e 2 milhões mencionando "protesto" entre os dias 6 e 26 de junho.

A movimentação também fez o caminho inverso ─ além de levar internautas para as ruas, trouxe pessoas também para dentro das redes virtuais.(...)

Disponível em: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/07/130628_protestos_redes_personagens_cc.shtmlAcesso em: 28/08/2013

É correto o que se afirma na alternativa:

A valorização do futebol no Brasil supera as desigualdades sociais e políticas vigentes.

Com o reconhecimento da importância das grandes mídias de massa, as manifestações de junho conquistaram uma relevância inédita no Brasil.

As manifestações desviaram a atenção dos brasileiros das redes sociais Twitter e Facebook.

As redes de comunicação distribuída de informação têm impulsionado a capacidade reflexiva e mobilizadora dos brasileiros insatisfeitos com a realidade atual.

A Copa das Confederações contribuiu para fazer os brasileiros começarem a cadastrar seus perfis nas redes sociais Twitter e Facebook.

1

Respostas

2013-10-31T18:05:01-02:00
RESPOSTA CORRETA:
As redes de comunicação distribuída de informação têm impulsionado a capacidade reflexiva e mobilizadora dos brasileiros insatisfeitos com a realidade atual. 
2 1 2