Respostas

2013-10-31T15:57:20-02:00
Romancista, cronista, poeta e teatrólogo, Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839, no morro do Livramento. A falta de recursos impediu que realizasse estudos regulares, freqüentando apenas o primário numa escola em São Cristóvão. Aos 16 anos de idade se iniciou na vida literária, publicando ‘Ela’, um poema, na ‘Marmota Fluminense’, da qual se tornou colaborador regular. A partir daí, passou a escrever também para o ‘Diário do Rio de Janeiro’, a ‘Semana Ilustrada’ e outros. Em 1869, casou-se com Carolina Augusta Xavier de Novais. A carreira literária de Machado de Assis se firmou graças a seus contos e romances, dotados de uma aguda ironia e uma visão pessimista da existência. Suas obras, como ‘Helena’, ‘A Mão e a Luva’, ‘Esaú e Jacó’, ‘Dom Casmurro’ e ‘Memórias Póstumas de Brás Cubas’ tornaram-se marcos da literatura brasileira. Paralelamente à sua carreira literária, Machado de Assis ocupou diversos cargos enquanto funcionário público chegando, entre outras coisas, ao posto de Diretor-geral do Ministério da Viação. Foi também um dos fundadores e o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, em 1896. Machado de Assis faleceu em 29 de setembro de 1908, no Rio de Janeiro, quase cego e muito doente, prostrado pela perda da esposa, que morreu em 1904. 
obras 
poesias 
Crisálidas (1864) 
Falenas (1870)
Americanas (1875) 
Poesias Completas (incluindo Ocidentais) (1901). 
romances 
Ressurreição (1872) - resumo 
A Mão e a Luva (1874) 
Helena (1876) - resumo 
Iaiá Garcia (1878) - resumo 
Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881) - resumo 
Quincas Borba (1891) 
Dom Casmurro (1899) - resumo 
Esaú e Jacó (1904) - resumo 
Memorial de Aires (1908) - resumo 
contos 
Contos Fluminenses (1870) 
Histórias da Meia-Noite (1873) 
Papéis Avulsos (1882) - resumo do conto ''O Alienista'' 
Histórias sem Data (1884) - resumo
A Cartomante (1884) 
Várias Histórias (1896) 
Páginas Recolhidas (1899) 
Relíquias de Casa Velha (1906) 
Contos (seleção - 2000) 
teatro 
Queda que as Mulheres Têm para os Tolos (1861) 
Desencantos (1861) 
Hoje Avental, Amanhã Luva (1861) 
O Caminho da Porta (1862) 
O Protocolo (1862) 
Quase Ministro (1863) 
Os Deuses de Casaca (1865) 
Tu,só Tu, Puro Amor (1881) 
Teatro Coligido (incluindo Não Consultes Médico e Lição de Botânica) (1910). 
algumas obras póstumas 
Crítica (1910) 
Outras Relíquias (contos) (1921) 
A Semana (crônica) (1914,1937) 
Páginas Escolhidas (contos) (1921) 
Novas Relíquias (contos) (1932) 
Crônicas (1937) 
Crítica Literária (1937) 
Crítica Teatral (1937) 
Histórias Românticas (1937) 
Páginas Esquecidas (1939) 
Casa Velha (1944) 
Diálogos e Reflexões de um Relojoeiro (1956) 
Crônicas de Lélio (1958)


Espero ter ajuda-lo :)