Respostas

2013-11-08T14:51:57-02:00
Às reivindicações da sociedade civil organizada, ao final de contas pouco estimulada a defendê-lo nas ruas.Enquanto membros do agronegócio e de bancadas religiosas mantêm-se em blocos de pressão aptos a influenciar decisivamente políticas públicas, feministas, indígenas, homossexuais e tantos outros defensores de direitos humanos têm sido mantidos a uma obsequiosa distância.Saber que a luta contra a desigualdade dá ótimos resultados ao país não é um salvo-conduto para o repouso.
2013-11-08T15:44:48-02:00
Gizelle, denominamos 'mídia' parte do sistema de comunicação que produz e veicula informação, seja esse serviço pago ou não pelo indivíduo (rádio, Tv, Internet e outros). Temos que relativizar a noção de "luta do governo federal", já que a esfera Executiva do Estado não atende por essa finalidade objetivamente - além disso, o termo 'luta' muita vezes é empregado de modo ambíguo e viciado. A imprensa, ou a mídia, comporta o objetivo de informar, mas também de denunciar e criticar, tais como: as reportagens investigativas e as opiniões de cidadãos insatisfeito. A Mídia brasileira é muito criticada por diversos personagens políticos e a noção de que a mídia nunca é favorável ao governo existe no mundo todo. Deve-se considerar que, em todo caso, a mídia sempre publica dados e reportagens, inclusive sobre a queda da desigualdade social, mas também é enérgica na relativização de tais dados. O exemplo concreto é que os brasileiros, em sua ampla maioria, tem conhecimento sobre a pauta do governo federal, em torno de questões como a fome e a exclusão social, através da grande mídia (corporações privadas de produção de conteúdo), mas também é através da mesma mídia que a crítica aos dados é levantada - depende da reflexão de cada um ponderar se essa crítica distorce o conteúdo objetivo dos indicadores ou não e em que medida isso ocorre (Como a progressão positiva do GINI nas décadas de 1990 e 2000).