Respostas

2013-11-19T21:28:31-02:00
O período parlamentarista do governo João Goulart durou de 7 de setembro de 1961, quando o presidente tomou posse, até 6 de janeiro de 1963. Jango era apoiado por amplos setores da sociedade: nacionalistas, algumas entidades empresariais, sindicatos de trabalhadores, governadores de vários estados e setores militares que haviam manifestado apoio à legalidade constitucional.
O governo Goulart tinha consciência de que estava sendo pressionado por dois lados: a direita, querendo impedir as reformas, e a esquerda, exigindo a sua execução. Além das agitações sociais, Jango enfrentava profunda crise econômica e financeira. A saída que se apresentava era controlar a inflação e retomar o crescimento econômico. Para isso, o ministro do Planejamento, o economista Celso Furtado, e o ministro da Fazenda, Santiago Dantas, elaboraram o Plano Trienal. No entanto, os preços dos transportes e dos alimentos continuaram subindo. Por essa razão as organizações sindicais e de esquerda criticavam o governo. A situação financeira piorava à medida que o Brasil se tornava cada vez mais dependente dos empréstimos estrangeiros, pois a remessa de lucros das empresas estrangeiras, principalmente americanas, para o exterior era quase o dobro do aplicado por elas no Brasil. O plano fracassara: nem crescimento econômico, nem controle da inflação.