Gente me ajuda

Todo ano é a mesma notícia: algum estudante chegou atrasado para fazer o Enem. No entanto, este ano o fato foi o mesmo só que com ingredientes apimentados. Flávio Renato de Queiroz Segundo é aluno do 2º ano de Ciências Contábeis da USP e se passou por candidato atrasado do Enem nos portões da Uninove, em São Paulo

Além de ter sua foto e entrevista publicada em diversos sites de notícias e jornais impressos, ele ainda foi capa da Folha de S. Paulo. “A imprensa é muito ingênua. Eu disse que queria fazer ciências econômicas na UFSCar. Só que nem existe esse curso. Disse também que havia perdido a prova porque perdi uma conexão do trem e precisei pegar um ônibus. Por isso, teria chegado atrasado ao local.”, afirmou à própria Folha depois do incidente. O curso em questão na verdade existe na unidade de Sorocaba, mas não em São Carlos. O pai do estudante, o advogado Flavio Queiroz, confessa que o filho é um piadista. “Levei um susto quando vi as fotos dele nos jornais”. Disponível em:<http://jornalggn.com.br/noticia/blogueiro-mostra-caso-de-ma-apuracao-pela-imprensa-no-enem> Acesso em: 2710/2013 Com base no texto acima, avalie as afirmações a seguir: I. A ação do estudante se configurou como um flagrante à carência de checagem de informações apuradas que frequentemente figuram na mídia brasileira. II. O estudante se aproveitou de um tema recorrente na mídia: o curso de ciências econômicas da UFSCar. III. Tal como a Folha de S. Paulo, diversos sites de notícias e jornais impressos publicaram a notícia sem fazer a devida checagem da sua veracidade. IV. O estudante de jornalismo deu uma verdadeira aula de apuração de informação para a imprensa brasileira. É correto apenas o que se afirma em:

1
I e III
obrigada certinho

Respostas

2013-11-21T06:51:52-02:00