Respostas

2013-11-24T14:36:11-02:00
os mais proeminentes intelectuais e mais importantes membros da elite agroexportadora nacional não apoiavam a monarquia. Essa perda política pode ser ainda explicada com as consequências de duas leis em destaque. Em 1850, a lei Eusébio de Queiroz proibiu a tráfico de escravos. A Lei de Terras preservava a economia nas mãos dos grandes proprietários de terra.

O conjunto ganhou maior força a partir de 1870. Naquele ano, os republicanos se organizaram um partido e publicaram suas ideias no Manifesto Republicano. os militares se mobilizaram contra os poderes amplos do imperador, a Igreja se voltou contra a monarquia contra a presença de maçons na Igreja anuladas pelo rei.

No ano de 1888, a abolição da escravidão pelas princesa Isabel deu o último suspiro à Monarquia Brasileira. A sociedade escravista que justificavam a presença de um imperador enérgico e autoritário
A ameaça de deposição dentro do exército serviu de motivação para que o Marechal Deodoro da Fonseca juntasse  as tropas do Rio de Janeiro e invadisse o Ministério da Guerra. os militares pretendiam exigir somente a mudança do Ministro da Guerra mais , a ameaça militar foi para dissolver o gabinete imperial e proclamar a República. 
1 5 1