Respostas

2013-11-26T00:16:13-02:00
Para Weber, a sociedade pode ser compreendida como algo exterior e superior aos indivíduos, diferentemente de Durkheim. Segundo Weber, “a sociedade pode ser compreendida a partir do conjunto das ações individuais, reciprocamente referidas”

Longe de ser uma definição simplista, Weber a aprofunda quando diz que só existe uma ação social quando o indivíduo a faz orientando-se pela ação de outros.
Um exemplo clássico é a do eleitor que define seu voto a um determinado canditado através das opiniões colhidas junto aos demais eleitores
2013-11-26T00:42:18-02:00
O Weber define as ações sociais como ações voltada para o outro.
Daí ele divide estas ações em quatro grupos:

Ação racional para fins: Que, como o nome já diz é racional. Ela busca melhorar algo na sociedade através de reformas lógicas. Os partidos políticos, por exemplo, que tentam modificar alguns setores da sociedade para melhora-la.

Ação racional para valores: Que também é também racional, mas que busca alterar a mentalidade da população. Costumamos usar palavra bonitinha para isso: Conscientização.

Ação afetiva: Que é movida por emoções. Ódio, revolta, orgulho, gratidão, etc. São aquelas passeatas para homenagear pessoas, propagar o ódio, protestar contra o regime, etc.

Ação tradicional: São ações que vêm da cultura de uma nação. Como propagações religiosas, desfiles, etc. Movimentos que fazem parte da cultura de um povo.