Otexto abaixo, são fragmentos de um poema de castro Alves, chamafo "O navio Negriro", escrito em 1869. leia e reponda a questões:Negras mulheres, supendendo as tetas
magras crianças, cuja bocas pretas rega o sangue das mãe:
outras moças, mas nuas e espantadas, no turbilhão de espectros arrastadas, em ansia e magoa vãs!
presas nos elos de uma só cadeia, a multidão faminta cambaleia, e chora e dança ali!
um de raiva delira, outro enlouquece, outro, que martirios embrutece, cantando, geme e rir!

ontem plena liberdade, a vontade por poder..
hoje.. cúmulo de maldade, nem são livres pra morrer.. prende-os a mesma corrente
-- Ferrea, lúgubre serpente--
nas roscas da escravidão.
assim zombando da morte, dança a lúgubre
ao som do açoute... irrisão!...
hoje.. o porão negro, fundo, infecto, apertado, imaundo, tendo a peste por jaguar...
e o sono sempre cortado pelo arranco de um finado, e o baque de um corpo ao mar..

a) que elementos do poema evidenciam que se refere a um navio negreiro??

b) o que significa a comaração entre "ontem" e "hoje, presentes no testo ??

c) em sua opinião, o que o poeta quis denunciar no ultimo trecho do poema?

me ajudem por fovar....

1

Respostas

2013-12-03T02:46:31-02:00
A ) o porão negro, fundo, infecto, apertado, imundo, tendo a peste por jaguar...

b ) Antes eles estavam livres na Africa, hoje são colocados em navios e vendidos como escravos.

c ) Escravos que eram transportados em condições desumanas tinham seus corpos lançados ao mar.
1 5 1