Considerando situações hipotéticas, Maria manteve relações sexuais com dois irmãos, gêmeos dizigóticos. Nasceu dessas relações Alfredo. Em outra situação, também hipotética, Paula engravidou ao manter relações sexuais com dois irmãos, gêmeos monozigóticos. Nasceu dessas relações Renato. Abandonadas, ambas reclamaram na Justiça o reconhecimento de paternidade, determinando o juiz a realização dos testes de DNA. É correto afirmar que os resultados obtidos apenas determinaram a paternidade de uma das crianças?

1

Respostas

2013-12-04T00:11:46-02:00
Não. Todo teste de DNA é individual. Os resultados também são.