Respostas

2014-02-03T02:07:21-02:00
Olá!

Segundo o pensamento filosófico de Marx, o Estado se constitui como uma força externa à sociedade, buscando garantir a dominação de uma classe social e a proteção da propriedade privada. De fato, enquanto superestrutura, o poder estatal utiliza a educação em massa para promover a manipulação ideológica e fomentar a segmentação do trabalho assalariado.

Ao deter o controle intelectual sobre a educação da sociedade, o Estado impõe, por consequência, aos demais indivíduos a ideologia da classe social dominante – em geral, tal postura intransigente provoca conflitos nas relações sociais entre dominantes e dominados. Deste modo, as classes sociais subjugadas recebem uma formação que objetiva beneficiar os interesses estatais, não obtendo consciência de que essa forma de educação concorre para a alienação dos cidadãos e o surgimento das desigualdades sociais.

Além disso, ao oferecer uma estrutura educacional pública a título de bem estar social, porém, de medíocre qualidade político-cultural, com foco principal na formação de mão de obra, o Estado acentua a divisão do trabalho – intelectual e manual –, e contribui para o distanciamento econômico entre as classes sociais, a concentração do capital financeiro e a consolidação de uma sociedade de caráter estritamente capitalista.

Abraço,

Douglas Joziel.
4 5 4