na cidadezinha do interior, ingênua e presunçosa. o sujeito é:

simples

inexistente

composto

oculto

indeterminado

1
Comentário foi eliminado
Escreva a oração completa. Aí não tem sujeito.
Na cidadezinha do interior, ingênua e presunçosa, há uma sociedade beneficente, um grêmio literário e uma banda de música : o sujeito é: A) dois adjetivos: ingênua e presunçosa. / B) três adjetivos: interior, ingênua e presunçosa. / C) quatro adjetivos: ingênua, presunçosa, beneficente e literário. / D) cinco adjetivos: interior, ingênua, presunçosa, beneficente e literário. E) seis adjetivos: cidadezinha, interior, ingênua, presunçosa, beneficente e literário.
b) três adjetivos
Piorou. Esta é uma oração sem sujeito.

Respostas

2014-02-08T11:54:41-02:00
na cidadezinha do interior, ingênua e presunçosa. o sujeito é:

Não se trata de uma oração, pois não há verbo, logo não tem sujeito - pessoa que pratica a ação determinada por um verbo.

note que não é o mesmo que sujeito inexistente, pois este caso aplica-se a orações com verbos que não têm sujeito: fenômenos da natureza, haver nos sentidos de existir ou acontecer,  fazer/ haver/ estar no sentido de tempo decorrido, verbos sri/ ir / passar indicando tempo.

já no período abaixo tem-se o sujeito inexistente consoante explicação acima - relacionado ao verbo haver no sentido de existir:

Na cidadezinha do interior, ingênua e presunçosa, uma sociedade beneficente, um grêmio literário e uma banda de música : o sujeito é:

Mais uma vez nenhuma das opções
 
A) dois adjetivos: ingênua e presunçosa. / B) três adjetivos: interior, ingênua e presunçosa. / C) quatro adjetivos: ingênua, presunçosa, beneficente e literário. / D) cinco adjetivos: interior, ingênua, presunçosa, beneficente e literário. E) seis adjetivos: cidadezinha, interior, ingênua, presunçosa, beneficente e literário.


boa sorte
1 5 1