Respostas

2013-04-29T15:29:47-03:00

 

  O texto “A escola Metódia, dita positivista”, tem como objetivo inicial, expor aos olhos do leitor, os métodos “positivistas” utilizados por historiadores alemães e franceses. Em uma abordagem inicial, destaca-se a figura do historiador Leopold Von Ranke, com a intenção de ‘destrinchar’ os métodos “positivistas” da época. Ranke era um erudito, baseava-se principalmente nos documentos históricos para fazer a história do Estado e de suas relações exteriores, pois acreditava que as relações diplomáticas determinavam as iniciativas internas do estado. Em suas análises históricas, Ranke utilizava alguns métodos, que serão citados abaixo: ·         O historiador não é juiz do passado, não deve instruir os contemporâneos, mas apenas dar conta do realmente se passou; ·         Não há nenhuma interdependência entre o historiador, sujeito do conhecimento, e o seu objeto, os eventos históricos passados. O historiador seria capaz de escapar a todo condicionamento social, cultural, religioso, filosófico, etc. Em sua relação com o objeto, procurando a “neutralidade”; ·         A história - res geste - existe em si, objetivamente, e se oferece através dos documentos; ·         A tarefa do historiador consiste em reunir um numero significativo de fatos, que são “substância” dadas através dos documentos “purificado”, restituídos, à sua autenticidade externa e interna; ·         Os fatos, extraídos dos documentos rigorosamente criticados, devem ser organizados em uma seqüência cronológica, na ordem de uma narrativa; toda reflexão teórica é nociva, pois introduz a especulação filosófica, elementos a priori subjetivistas; ·         A história-ciência pode atingir a objetividade e conhecer a verdade histórica objetiva se o historiador observar as recomendações anteriores.
1 4 1