O professor como transmissor de conhecimento desaparece para dar lugar à figura do mediador. A negação da imagem do professor como mero repassador de informações, já presente em Dewey, em Anísio Teixeira e em Paulo Freire, é retomada no paradigma emergente, que parte do princípio de que na era da Internet, o professor não é a única e nem a mais importante fonte do conhecimento. O indivíduo é bombardeado de informações a todo o momento e através de diversas fontes. Cabe ao docente, mais do que transmitir o saber, articular experiências em que o aluno reflita sobre suas relações com o mundo e o conhecimento, assumindo o papel ativo no processo ensino-aprendizagem, que, por sua vez, deverá abordar o indivíduo como um todo e não apenas como um talento a ser desenvolvido. O desafio está, portanto na incorporação de novas tecnologias a novos processos de aprendizagem que oportunizem ao discente, atividades que exijam não apenas o seu investimento intelectual, mas também emocional, sensitivo, intuitivo, estético, etc., tentando não simplesmente desenvolver habilidades (Dewey/Anísio Teixeira), mas o indivíduo em sua totalidade. (MAGALHÃES, 2001, disponível em: <http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/prof04.htm> acesso em: 20 fev. 2013) Quais são os impactos dessa revolução tecnológica nos professores e qual é o papel deles em um mundo no qual os estudantes são mais ativos e autônomos? Fundamente sua resposta, redigindo um parágrafo de, no mínimo, 5 linhas e, no máximo, 8 linhas. Revise seu texto, evitando qualquer inadequação da linguagem para o meio acadêmico. 2. O uso das mídias como recurso pedagógico possibilita a transformação do espaço escolar, estático e linear em um ambiente criativo, no qual as potencialidades individuais se desenvolvam em sintonia com o coletivo. ...uma realidade com a qual o professor depara atualmente é caracterizada pela chegada de novas tecnologias (computador, Internet, vídeo, televisão) na escola, que apontam novos desafios para a comunidade escolar. O que fazer diante desse novo cenário? De repente, o professor que, confortavelmente, desenvolvia sua ação pedagógica – tal como havia sido preparado durante sua vida acadêmica e pela sua experiência em sala de aula – se vê diante de uma situação que implica novas aprendizagens e mudanças na prática pedagógica.(PRADO, 2005, p.13-14, disponível em:<http://tvescola.mec.gov.br/images/stories/publicacoes/salto_para_o_futuro/livro_salto_tecnologias.pdf> acesso em: 20 fev. 2013)
Assim, não basta a introdução de tecnologias na escola, é preciso que se ampliem as competências do professor. Temos de cuidar do professor, porque todas essas mudanças só entram bem na escola se entrarem pelo professor, ele é a figura fundamental. Não há como substituir o professor. Ele é a tecnologia das tecnologias e deve se portar como tal. (DEMO, 2008, p.134) Comente a respeito da ideia acima, redigindo um parágrafo de, no mínimo, 5 linhas e, no máximo, 8 linhas. Revise seu texto, evitando qualquer inadequação da linguagem para o meio acadêmico.

1

Respostas

2013-05-01T11:29:07-03:00

Quais são os impactos dessa revolução tecnológica nos professores e qual é o papel deles em um mundo no qual os estudantes são mais ativos e autônomos?

 

     É necessário ressaltar que não basta a introdução das novas tecnologias na escola, é importante entendermos e utilizarmos essas tecnologias no paradigma educacional que considera novos valores que visem à formação do cidadão, reconhecendo o conhecimento do aluno e possibilitando a construção de conhecimentos coletivos, desenvolvendo e formando cidadãos criativos e autônomos, com capacidade de responderem a situações novas e inesperadas, de trabalhar em equipe de modo solidário.

 

 

. ssim, não basta a introdução de tecnologias na escola, é preciso que se ampliem as competências do professor.

 

Temos de cuidar do professor, porque todas essas mudanças só entram bem na escola se entrarem pelo professor, ele é a figura fundamental. Não há como substituir o professor. Ele é a tecnologia das tecnologias e deve se portar como tal. (DEMO, 2008, p.134)

 

    Cabe aos professores se apropriarem dessas linguagens, transformá-las em recursos pedagógicos que possibilitem a aprendizagem de uma forma agradável e significativa para os alunos, pois são os recursos tecnológicos que podem, por meio da interatividade, potencializar a interação entre as pessoas e a produção coletiva e colaborativa do conhecimento. Isto pode ser observado na interação entre usuários e criadores, podendo os primeiros ser co-autores dos segundos num processo democrático e dialético da relação social e educacional entre indivíduos.  Espero ter ajudado.

5 4 5