Bom dia! Sou francés e não tenho um professor do português. Se faz favor pode corregir os meus erros ortograficos. Vou passar um exame oral sobre a tema : "Espaços e Intercâmbios"


Muito Obrigado

Um intercambio pode se referir ao ato de mudar alguma coisa reciprocameinte e que pode se dar entre indivíduos, organizações ou nações. Então, as trocas precisam de espaços, virtuales ou reales. Assim, estudaremos a noçao atraves dos intercambios dentro do espaço lusófono e do mundo lusofono com o resto do mundo. em que medida os Grandes Descobeirtos, veiculos de comunicaçao nunca levados? quais eram os novos vínculos culturais, sociais e económicos criados?

I - Em primeiro lugar, nos tratamos as navegaçoes maritimas e os intercambios commerciais que Portugal criou com os seus descobertos.

1) Tomemos o vinculo do Portugal com o Japão.

Os Biombos Namban retrata de forma detalhada, aspectos do marcante relacionamento estabelecido durante cerca de um século entre Portugal e o Japão. Trata-se de um par de biombos, compostos por dois elementos de seis folhas articuladas. Oficialmente, os portugueses chegaram ao Japão em 1543, sendo bem recebidos pelos habitantes embora seja provável que o primeiro contato tenha se acontecido muitos anos antes. Entao, foi um encontro de civilizaçoes, podemos define-lo como um “choque de civilizaçoes, porque eram duas civilizaçoes diferentes e quase opostas. Depois, desenvolveu-se a partir dessa data um intercâmbio comercial e cultural que ficou registado em dois pares de bombios. Podemos ver por exemplo no bombio atribuido a Kano-Domi os animais exóticos talvez sejam trocados pelas peças fabricadas pelos habitantes do Cipango como as caixas, cofres enfeitados com ouro o prata. Compléments : Nao se vê neste biombo a introdução de armas de fogo no Japão pelos portugueses.

2) – Vejamos outro caso espelhando os navegações marítimos e intercâmbios

commerciais. Une planta emblemática, o Pau Brasil, deu seu nome ao pais o mais grande da América Latina. Da sua madeira exótica saca-se a tintura de cor de brasa. Foi o primeiro producto destas terras por causa desta arvore, o apelido Brasil pegou. Também, a profissao brasileiro virou a sua nacionalidade. A planta symboliza também o extrativismo vegetal, ou seja, as atividades de coleta de produtos naturais praticada através dos tempos por todas as sociedades porque é a mais antiga atividade humana. A planta pode ilustrar como o Brazil foi conhecido pelos pioneros portugueses, e como até hoje a planta contribui aos intercambios comerciais do Brazil ao resto do mundo.

II - Em seguida, nos examinamos as mobilidades humanas graças as novas fronteras.

1) E começamos com a emigraçao portuguesa : segundo um articulo do jornal i em 2011, nesse ano mais de 100 000 emigraram aos otros paises europeos ou aos paises lusofonos como Angola o Brasil para procurar uma vida melhor. So o Brasil concedeu mais de 52 mil vistos de residência nos primeiros seis meses do ano. Isso ilustra a livre circulaçao de pessoas no espaço economico europeu e as facilidades de movimentos migratórios nos países da mesma língua.

2) Outrora, Em meados do Século XVIII, o rei Dom Joao V de Portugal comunicou aos habitantes das ilhas dos Açores que a Coroa oferecia uma série de vantagens aos casais ilhéus que decidissem emigrar para o litoral do sul do Brasil. Com efeito, o rei pensou que para conservar a posse dos territórios colonizados, há que povoa-lo. A reportagem mostra a comemoração da chegada dos primeiros casseis açorianos à Santa Catarina, o 6 de Janeiro 1748. No video, se pode ver Cantadores e músicos munidos de sanfona, violão, rabeca, pandeiro e tambor vão fazendo sua cantoria alegre, estao celebrando os duzentos e sesenta anos cuando os açorianos imigraram ao pais onde foram construtores de uma Santa Catarina, o qué um exemplo de trabalho, desenvolvimento e progresso para o Brasil, de um povo altaneiro que porta as suas tradições que a alma popular catarinense reconhece como parte de sua memória coletiva e marco da sua história cultural.

III - Enfin, nos estudamos os lugares e formas de intercambios.

Como ja mencionamos atraves dos documentos estudados, se pode trocar objetos e coisas entre naciaoes. Antes, gracias ao mar y a invençao da carracela, os portugueses descobrieram novos espaços e novas coisas que nunca tinham visto. Entao, com o Japão se trocavam mercadorias, y produtos que ambos países podia se beneficiar. Atualmente, existe um otro tipo de espaço para os intercambios : o internet e o que podemos chamar o mundo virtual. Hoje em dia, os intercambios podem se acontecer sobre os redes.Los dados se carregam mais rápido embora o progresso também tem limites.

Para concluir, o espaço lusófono continua a evoluir e assumir diferentes contornos. Graças às grandes descobertas, os Portugueses inventou o mundo moderno. Hoje, vemos a criação de novas formas de intercâmbio e será unificada e aberta para muitos países e povos do espaço.

1

Respostas

A melhor resposta!
2013-05-01T09:06:47-03:00

aqui o texto sem erros:

 

Um intercambio pode se referir ao ato de mudar alguma coisa reciprocamente e que pode se dar entre indivíduos, organizações ou nações. Então, as trocas precisam de espaços, virtuais ou reais. Assim, estudaremos a noção através dos intercâmbios dentro do espaço lusófono e do mundo lusófono com o resto do mundo. Em que medida os Grandes Descobertos, veículos de comunicação nunca levados? Quais eram os novos vínculos culturais, sociais e econômicos criados?

 

I - Em primeiro lugar, nos tratamos às navegações marítimas e os intercâmbios comerciais que Portugal criou com os seus descobertos.

 

1) Tomemos o vinculo do Portugal com o Japão.

Os Biombos Namban retratam de forma detalhada, aspectos do marcante relacionamento estabelecido durante cerca de um século entre Portugal e o Japão. Trata-se de um par de biombos, compostos por dois elementos de seis folhas articuladas. Oficialmente, os portugueses chegaram ao Japão em 1543, sendo bem recebidos pelos habitantes embora seja provável que o primeiro contato tenha se acontecido muitos anos antes. Então, foi um encontro de civilizações, podemos defini-lo como um “choque de civilizações, porque eram duas civilizações diferentes e quase opostas. Depois, desenvolveu-se a partir dessa data um intercâmbio comercial e cultural que ficou registrado em dois pares de bombos. Podemos ver, por exemplo, no bombo atribuído a Kano-Domi os animais exóticos talvez sejam trocados pelas peças fabricadas pelos habitantes do Cipango como as caixas, cofres enfeitados com ouro o prata. Complementos: Não se vê neste biombo a introdução de armas de fogo no Japão pelos portugueses.

 

2) – Vejamos outro caso espelhando os navegações marítimos e intercâmbios

Comerciais. Une planta emblemática, o Pau Brasil, deu seu nome ao pais o mais grande da América Latina. Da sua madeira exótica saca-se a tintura de cor de brasa. Foi o primeiro produto destas terras por causa desta arvore, o apelido Brasil pegou. Também, a profissão brasileira virou a sua nacionalidade. A planta simboliza também o extrativismo vegetal, ou seja, as atividades de coleta de produtos naturais praticadas através dos tempos por todas as sociedades porque é a mais antiga atividade humana. A planta pode ilustrar como o Brasil foi conhecido pelos pioneiros portugueses, e como até hoje a planta contribui aos intercâmbios comerciais do Brasil ao resto do mundo.

 

II - Em seguida, nos examinamos as mobilidades humanas graças às novas fronteiras.

 

 1) E começamos com a emigração portuguesa : segundo um articulo do jornal i em 2011, nesse ano mais de 100 000 emigraram aos outros países europeus ou aos países lusófonos como Angola o Brasil para procurar uma vida melhor. Só o Brasil concedeu mais de 52 mil vistos de residência nos primeiros seis meses do ano. Isso ilustra a livre circulação de pessoas no espaço econômico europeu e as facilidades de movimentos migratórios nos países da mesma língua.

 

2) Outrora, Em meados do Século XVIII, o rei Dom João V de Portugal comunicou aos habitantes das ilhas dos Açores que a Coroa oferecia uma série de vantagens aos casais ilhéus que decidissem emigrar para o litoral do sul do Brasil. Com efeito, o rei pensou que para conservar a posse dos territórios colonizados, há que povoá-lo. A reportagem mostra a comemoração da chegada dos primeiros casseis açorianos à Santa Catarina, o 6 de Janeiro 1748. No vídeo, se pode ver Cantadores e músicos munidos de sanfona, violão, rabeca, pandeiro e tambor vão fazendo sua cantoria alegre, estão celebrando os duzentos e setenta anos quando os açorianos imigraram ao pais onde foram construtores de uma Santa Catarina, o que um exemplo de trabalho, desenvolvimento e progresso para o Brasil, de um povo altaneiro que porta as suas tradições que a alma popular catarinense reconhece como parte de sua memória coletiva e marco da sua história cultural.

 

III - Enfim, nos estudamos os lugares e formas de intercâmbios.

 

Como já mencionamos através dos documentos estudados, se podem trocar objetos e coisas entre nações. Antes, graças ao mar e a invenção da carracela, os portugueses descobriram novos espaços e novas coisas que nunca tinham visto. Então, com o Japão se trocavam mercadorias, e produtos que ambos os países podia se beneficiar. Atualmente, existe outro tipo de espaço para os intercambios: a internet e o que podemos chamar o mundo virtual. Hoje em dia, os intercambios podem se acontecer sobre as redes. Os dados se carregam mais rápido embora o progresso também tem limites.

 

Para concluir, o espaço lusófono continua a evoluir e assumir diferentes contornos. Graças às grandes descobertas, os Portugueses inventaram o mundo moderno. Hoje, vemos a criação de novas formas de intercâmbio e será unificada e aberta para muitos países e povos do espaço.

5 5 5