Tão perversa quanto à elaboração da lógica do consumo é a relação entre o objeto e o consumidor. Neste ambiente de propagação de ideias voltadas à compra, onde consumir se transformou em um sentido de vida, a política é inocentar o indivíduo para que não sinta responsabilidade no consumo do excesso. Esta afirmação tem consequências na vida social que pode ser percebida: A ==> Pelo aumento das exigências dos consumidores em relação à responsabilidade ambiental dos produtos. Também há uma campanha clara e de grandes proporções na luta pela redução das embalagens e qualidade dos bens de consumo. B ==> Ao mesmo tempo em que se inocenta o consumidor da aquisição, se transfere as questões sociais para a ação privada. As grandes questões políticas estão encarceradas no discurso da iniciativa pessoal e não da organização social. C==> A luta pela qualidade de vida é hoje a maior preocupação dos cidadãos. Engajado em programas de sustentabilidade, o indivíduo tem maior percepção da vida em sociedade e do quanto se faz necessário o respeito a problemas que, por mais que atinjam o outro, têm relação direta com ele. D==> A vida em sociedade tem se fundado na ação coletiva. Mesmo nas grandes redes de supermercados o produto e o consumo são pautados em um respeito ao consumidor. Não há falsa propaganda ou ilusão visual. E ==> Nas escolas, a educação alimentar tem sido facilitada pelas empresas que produzem alimentos, elas estão empenhadas em reduzir o teor de gordura nos alimentos.

2

Respostas

2013-05-02T14:26:56-03:00

resp: Ao mesmo tempo em que se inocenta o consumidor da aquisição, se transfere as questões sociais para a ação privada. As grandes questões políticas estão encarceradas no discurso da iniciativa pessoal e não da organização social.

2 3 2
2013-05-02T19:03:12-03:00

seria a mesma resposta da senhorita ali:Ao mesmo tempo em que se inocenta o consumidor da aquisição, se transfere as questões sociais para a ação privada. As grandes questões políticas estão encarceradas no discurso da iniciativa pessoal e não da organização social.

1 3 1