VÍCIO DE LINGUAGEM que neles se faz presente, justificando, pois, a razão de sua escolha.





1. Assim que Marcos encontrou João, falou sobre sua aprovação no concurso.


2. Quando viram o perigo, todos entraram para dentro imediatamente.


3. Fazem meses que não vou ao cinema.


4. Não vi ela passando por aqui.


5. Para abrir a embalagem, levante a alavanca para cima.


6. Bondade excessiva, não a tenho.


7. O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia.



1

Respostas

2014-02-22T20:36:44-03:00
1- Ambiguidade. Quem passou no concurso?
2- "Entrar para dentro" - se alguém entra, consequentemente é dentro. O vício de linguagem aqui é: pleonasmo vicioso. É uma redundância.
3- "Fazem meses". Quando se fala em uma medida de tempo, não se conjuga o verbo fazer. O correto é: faz meses. O mesmo ocorre com o verbo haver: há meses, há anos, há tempos, há dias.
4- "Vi ela" - Além de o correto ser "a vi", "vi ela" é uma cacofonia, ou seja, o som das duas palavras formam outra indesejada: a palavra "viela". O mesmo ocorre em "a boca dela", causando o som "cadela".
5-"Levantar para cima" - é um pleonasmo, pois nunca se levanta algo para baixo.
6- "Bondade excessiva" - É uma hipérbole, um exagero. 
7- Se alguma coisa acontece 24h, acontece por dia. É um pleonasmo. Aliás, o coração não é o único órgão que não deixa de funcionar 24h...