As Ilhas Galápagos foram visitadas por Charles Darwin quando da sua viagem ao redor do mundo no navio Beagle. Nestas ilhas, Darwin surpreendeu-se com a variedadede formatos e tamanhos de bicos dos tentilhões, pássaros que habitam este arquipélago. A observação de Darwin inspirou pesquisadores a estudarem a ecologia e a evoluçãodos tentilhões, os quais passaram a monitorar com regularidade os recursos consumidos por estes, bem como características destes pássaros como tamanho corporal, abundância populacional, entre outros.
Em 1977-mais de cem anos após a visita de Darwin -, os pesquisadores testemunharam uma severa estiagem em uma das ilhas, o que levou a uma escassezna abundância de frutos de variados tamanhose texturas,bem comoao predomínio de frutosgrandes e duros da espécieTribulus cistoides. Os pesquisadores então detectaram que somente os pássaros dotados de bicos grandes utilizaram os frutos de T. cistoidescom sucesso; os demais tentilhões revolviam as pedras e o solo em busca derecursos menores, frequentemente sem sucesso.
No ano seguinte, os pesquisadores mediram o tamanho do bico dos tentilhões nascidos (ver figura abaixo). Como foi a média dos bicos dos tentilhões nascidos em 1978 comparado aos nascidos em1976, ano anterior a estiagem? Que fenômeno pode explicar a mudança no tamanho dos bicos dos tentilhões entre 1976 e 1978? Justifique a sua resposta.

1

Respostas

2014-03-01T20:24:58-03:00
A estiagem, que é uma mudança no meio em que os pássaros viviam fez com que os mais aptos àquela característica sobrevivescem, mas não os mais fortes. Isso é a seleção natural selecionando os seres mais aptos a seca e eliminando os menos.
1 5 1
Comentário foi eliminado
exatamente isso.
Ou seja, os indivíduos com bicos maiores conseguiam comer mais e melhor dos frutos grandes e duros que eram a única fonte de alimento do que os com bicos menores, sobrevivendo mais e tendo maiores chances de reproduzir, fazendo com que, nas gerações seguintes, houvesse um maior número desses pássaros com tamanho do bico maior do que a média nas gerações anteriores.