Respostas

2013-05-08T20:30:17-03:00

As desvantagens surgem logo no primeiro momento, já que o investimento inicial tem de partir do profissional, seja nas infra-estruturas ou no material necessário. A vantagem é que todas as receitas serão suas.

Por outro lado, o nível de incerteza e as oscilações do rendimento vão ser uma constante, por isso é preciso disciplina financeira e optimismo para não desistir ao primeiro obstáculo.

Se, por um lado, ser freelancer implica gerir o horário com liberdade e autonomia, por outro, as solicitações podem levá-lo a trabalhar mais horas, por dia, e dias, por semana, do que num trabalho por conta de outrem.

As desvantagens surgem também na solidão que pode estar associada ao trabalho independente, ao contrário do que acontece numa empresa. E uma das competências que os trabalhadores freelancer têm de adquirir é a capacidade de se estabelecer no mercado e não estar dependente apenas do passa-a-palavra entre clientes, segundo avança o portal Sapo. Mas, se adquirir esta competência, poderá optar por escolher os projectos com que mais se identifica e trabalhar com paixão, o que levará a manter os níveis de motivação altos.