Respostas

2014-03-06T17:01:13-03:00
É que são pensamentos antagônicos, Para Heráclito a vida é um eterno devir, um vir a ser constante, um fluxo contînuo de de transformação, tanto que, para ele, não se entra duas vezes no mesmo rio, de tão constante que é a vida em devir. Já para Parmênides, o ser descansa
 em sua perfeição absoluta, e oq  é não admite vir a ser, já que seria uma constradição lógica,  oq "é" é, e ponto final. 
1 5 1