Respostas

2014-03-10T12:01:47-03:00
Sabemos que 2013 foi o Ano Internacional de Cooperação pela Água. A palavra "cooperação" ganha um caráter estratégico: a ONU espera que as sociedades desenvolvam mecanismos de ação compartilhada para manejar as fontes hídricas capazes de gerar benefícios econômicos e melhorias no padrão de vida das populações envolvidas. Além disso, o termo não deixa de ter um apelo pacifista, à medida que os conflitos pelo controle das fontes de água são uma realidade em vários pontos do planeta.
Um exemplo, é o Rio Nilo, que, ao atravessar o Deserto do Saara, é a base da vida no Egito há milhares de anos. Antes de atingir o território egípcio, suas águas atravessam diversos países, como o Sudão, a Etiópia e o Quênia. As águas podem ser afetadas por barragens, uso excessivo ou poluição na parte superior da bacia antes de chegar ao Egito. As políticas de gestão do Nilo, por isso, são assunto importante na relação entre Egito e seus vizinhos. 
Outro caso de disputa pela água, que envolve o Oriente Médio, é a tensão permanente, há décadas, entre Síria e Israel, na disputa pelas Colinas de Golã, região síria ocupada militarmente pelos israelenses em 1967. Além da importância militar, em função de estarem em um terreno elevado, as colinas abrigam as nascentes do Jordão, o principal rio da região. As águas do Jordão são de uso vital para as populações da região, inclusive para palestinos, que dependem de Israel para ter acesso a elas. A preocupação aumenta, pois o Rio Jordão vem perdendo volume de água, e as margens do Mar Morto, onde ele deságua, estão recuando.
3 5 3
Muito Obrigada, me ajudou muito :)
Por nada! ;)