Respostas

2014-03-10T21:39:34-03:00
Para um átomo ser eletricamente neutro ele precisa ter a mesma quantidade de prótons e elétrons, mas como nem sempre isso ocorre, surge então os compostos denominados de íons. Íons são átomos que perderam ou ganharam elétrons em razão de reações, eles se classificam em ânions e cátions: 

Ânion: átomo que recebe elétrons e fica carregado negativamente. Exemplos: N-3, Cl-, F-1, O-2

Cátion: átomo que perde elétrons e adquire carga positiva. Exemplos: Al+3, Na+, Mg+2, Pb+4. 

Quando ocorrem ligações entre íons positivos e negativos denominamos de Ligações Iônicas. Um exemplo prático de ligação iônica é a que ocorre na formação de Cloreto de sódio, o nosso sal de cozinha cuja fórmula é NaCl, veja a reação: 

Na+ + Cl- → NaCl 

Só para relembrar: 

Ânions – íons negativos; 
Cátions – íons positivos. 

Vamos então resolver alguns problemas que envolvem íons e prótons: 

Primeiro é preciso destacar que ÂNIONS possuem número de elétrons maior que o número de prótons, e CÁTIONS o contrário: o número de elétrons é menor que o número de prótons. 

15P → 15P-3 
Átomo neutro recebe 3 elétrons 

Observe que o átomo de fósforo (P) possuía Z = 15 (número atômico), mas ele ganhou 3 elétrons e então passou a se apresentar como um Ânion. 

12Mg → 12Mg2+ 
Átomo neutro perde 2 elétrons 

O átomo de Magnésio (Mg) possuía Z = 12 (número atômico), como ele perdeu 2 elétrons passou a ser um cátion. 

A espécie química Mg2+ é chamada cátion bivalente ou íon bivalente positivo. Outro exemplo deste tipo de nomenclatura é o F-, denominado de ânion monovalente ou íon monovalente negativo.