Respostas

2014-03-12T23:35:30-03:00
Exemplo:
O que seria um partido político.
PMDB = suas bases, metas, se oposição, centro ou direita.
2014-03-12T23:38:42-03:00
O presente trabalho, resultante de uma nova proposta pedagógica que ocorreu por ocasião de mudanças estruturais na organização curricular de uma Escola Estadual do sul do país, proporciona uma visão abrangente sobre as ações desenvolvidas pela comunidade escolar, que é formada por uma equipe que demonstrou ser capaz de enfrentar uma inovação educacional trabalhando interdisciplinarmente. O objetivo principal foi a construção do Projeto Político-Pedagógico que serviu para viabilizar a proposta educacional emergente. Enquanto o projeto estava sendo elaborado, surgiram dúvidas importantes: Como mudar a visão da educação escolar sem espaço de encontros apropriados? De que forma fazer a interdisciplinaridade sem o contato entre os docentes? A fim de solucionar essas questões foram estabelecidas reuniões semanais permanentes resultando na elaboração e sistematização do Projeto Político-Pedagógico. O respaldo legal veio através das orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs/MEC)  que apontam as três Áreas do Conhecimento. Para cada uma das Áreas foram criados projetos interdisciplinares: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias: “Reciclagem”; Ciências Humanas e suas Tecnologias: “Identidade Cultural”; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: “Minha Casa”. Os Coordenadores das Áreas organizaram com os seus professores pequenos projetos que foram colocados em práticas por disciplinas afins e que deram sustentação ao projeto maior, tornando possível a sua concretização ao longo do ano letivo.
Seguiu-se a metodologia proposta por Celso Vasconcellos (2004) para a elaboração de projetos, baseada em perguntas que são feitas tendo como referência as dimensões consideradas fundamentais para a instituição. As questões foram respondidas pela comunidade escolar pessoalmente e por escrito, organizadas em textos, levadas ao grupo novamente e feitas modificações. Houve uma divisão em três momentos distintos: a elaboração e apresentação de tarefas, com respostas individuais, sistematização e plenário; o papel da Coordenação Pedagógica na organização do projeto; e alguns cuidados na operacionalização: função crítica, clareza dos conceitos, programação na proposta de ação e a questão do tempo. No período que antecedeu a elaboração do projeto houve uma preocupação com a sensibilização dos participantes para a inovação a fim de responsabilizá-los pelo êxito da proposta. A construção do Projeto Político-Pedagógico exigiu clareza nos níveis de competências conceitual, procedimental e atitudinal, envolvidos na formação humana. Isso ficou evidenciado nos Planos de Estudos atualizados, sob gerenciamento dos professores e nos Planos de Trabalho, entregues a cada trimestre constando: conteúdos, níveis de exigência, estratégias e recursos utilizados nas disciplinas. O diálogo com outras formas de conhecimento, que não apenas a sala de aula tornou mais real e motivadora a aprendizagem de ambos – professores e alunos.
Os resultados remetem a um ano letivo diferente, com mais comprometimento de todos os integrantes da comunidade escolar através das ações pedagógicas (na Escola) e sociais (entorno). A atenção dos professores no processo de elaboração do projeto se deu fundamentalmente pela relativa novidade que significou para muitos. As dúvidas que surgiam foram sendo prontamente solucionadas pelo grupo, através das reuniões semanais de estudos. A Coordenação Pedagógica se preocupou com o antes e o depois do processo da construção, por isso se concentrou na sensibilização, decisão e realização do projeto. Como a Escola se localiza próxima a uma Universidade, é muito procurada pelos Supervisores dos Cursos de Licenciatura para estágios e está sendo considerada como um espaço educativo em que os profissionais trabalham de forma organizada, o que não é muito comum na rede pública. Isso facilita trocas significativas entre a Coordenação Pedagógica da Escola e os Supervisores de Estágio da Universidade, que participam de algumas reuniões semanais com seus alunos dando valiosas contribuições e diminuindo a distância entre a Universidade e as Escolas para as quais formam seus profissionais. Devido aos estagiários serem acompanhados de perto pelos docentes da Escola, há uma perfeita integração das suas propostas com o planejamento do professor titular, e os alunos conseguem encarar as inovações com um olhar crítico, pois se considera que essa via de mão dupla é indispensável para o futuro da educação básica.
1 1 1
Nossa Tainarayagami, arrasou! Muito obrigada!
denada :D