Respostas

2014-03-14T14:45:04-03:00
A teoria mais aceite actualmente, e, também, a mais actual, é a de De Greeff, que defende que a compreensão das vivências interiores do delinquente e o processo do acto criminoso, partindo dum pressuposto de que o delinquente não é um ser diferente, por natureza ou qualidade, das outras pessoas. O “Homem Criminoso” seria igual ao “Homem Normal”, diferindo, apenas, em relação a um certo número de características, as quais facilitam nele a execução do acto criminoso. Deixamos, então, o constitucional ou degenerado e passamos a considerar o conjunto de processos psicológicos, afectivos, morais e sociais (a historia pessoal do sujeito), que possa, eventualmente, contribuir para o acto criminoso.