TENHO QUE FAZER UMA PARODIA USANDO ESSA POESIA AGUEM PODE ME AJUDAR ?........
CANCAO DO EXILIO.......

Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o Sabiá;

As aves, que aqui gorjeiam,

Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,

Nossas várzeas têm mais flores,

Nossos bosques têm mais vida,

Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite,

Mais prazer eu encontro lá;

Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,

Que tais não encontro eu cá;

Em cismar –sozinho, à noite–

Mais prazer eu encontro lá;

Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,

Sem que eu volte para lá;

Sem que disfrute os primores

Que não encontro por cá;

Sem qu'inda aviste as palmeiras,

Onde canta o Sabiá.

1
Parodia sobre oq ?
é pra inventar qualquer parodia referente com essa cancao do exilio..pode ser sobre a familia, educaçao , a casa
se a resposta foi legal e te ajudou me classifique por favor
gosteeei muitoo..obrigadoo mesmooo :D

Respostas

2014-03-15T12:36:28-03:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
"Minha terra tem impostos,
Onde canta o juro lá,
Os impostos que aqui se cobram,
Não se cobram como lá.
Nossos produtos tem mais ipi, icms, iss, pis, confins,
Nossas casas, tem mais iptu, itbi, taxa de luz,
Nossa vida tem mais amolações.
Em pensar sozinho à noite, Mais me arrependo de ter votado nela,
O prazer de ser Brasileiro se esvai pela janela,
Minha terra tem Banco Central onde desmanda Um ministro churumela.
Minha terra tem impostos,
Que tais aqui em miami eu não encontro,
Em pensar sozinho à noite,
Mais me arrependo de ter votado nela,
Minha terra tem Banco Central onde desmanda Um ministro churumela.
Não permita Deus que eu morra Sem que esse povo dela se vá;
Sem que eu desfrute das coisas boas que há por lá,
e Por isso não pague horrores Que não encontro por cá;
Sem que ainda aviste um imposto justo,
Onde o Brasileiro possa cantar....
2 5 2