Respostas

2013-05-15T20:02:58-03:00

O povo Bérbere

Os bérberes eram povos nômades do deserto do Saara. Este povo enfrentava as tempestades de areia e a falta de água, para atravessar com suas caravanas este território, fazendo comércio. Costumavam comercializar diversos produtos, tais como : objetos de ouro e cobre, sal, artesanato, temperos, vidro, plumas, pedras preciosas etc. 

Costumavam parar nos oásis para obter água, sombra e descansar. Utilizavam o camelo como principal meio de transporte, graças a resistência deste animal e de sua adaptação ao meio desértico.

Durante as viagens, os bérberes levavam e traziam informações e aspectos culturais. Logo, eles foram de extrema importância para a troca cultural que ocorreu no norte do continente.

Os bantos

Este povo habitava o noroeste do continente, onde atualmente são os países Nigéria, Mali, Mauritânia e Camarões. Ao contrário dos bérberes, os bantos eram agricultores. Viviam também da caça e da pesca.

Conheciam a metalurgia, fato que deu grande vantagem a este povo na conquista de povos vizinhos. Chegaram a formar um grande reino ( reino do Congo ) que dominava grande parte do noroeste do continente. 

Viviam em aldeias que era comandada por um chefe. O rei banto, também conhecido como manicongo, cobrava impostos em forma de mercadorias e alimentos de todas as tribos que formavam seu reino.

O manicongo gastava parte do que arrecadava com os impostos para manter um exército particular, que garantia sua proteção, e funcionários reais. Os habitantes do reino acreditavam que o maniconco possuía poderes sagrados e que influenciava nas colheitas, guerras e saúde do povo.

3 1 3
2013-05-15T20:17:19-03:00

África do Sul está formada por comunidades tradicionais e desenvolvidas, povos de origem nativa e européia ou asiática com idiomas e valores espirituais e estéticos diferentes. África do Sul tem três capitais Bloemfoutein, O Cabo e Pretória.

África do Sul é um país rico em culturas. A população total é de 42.446.0000 habitantes, segundo um censo realizado em 1997, composta de uma variedade de raças: pretos, brancos, índios e mestiços. As principais etnias são: aborígenes bosquimanos do oeste, um povo que vive da caça; Khorkhoin, também bosquimanos dedicados ao pastoreio; Pretos, chegados em sucessivas ondas do norte, dividem-se em nguni (zulúes), sotho-tswana, os tsonga e os venda; Brancos: composto por holandeses, alemães e franceses (depois seriam "afrikaners"); Mestiços, escravos da África Ocidental, Madagascar, Índia, Indonésia e Malásia; e por último os Asiáticos.

Fazem apenas três séculos os bosquimanos, cujo nome significa "homens da selva", viviam espalhados pela África Austral, nas selvas, sendo nómades por natureza. Depois foram afastados para o norte e por fim confinados a viver no Deserto do Kalahari e as imediações, mas após criar-se o Parque Nacional Kalahari Gemsbook têm sido condenados a vagar de um lado para outro em procura de trabalho e comida. Perto de 2.000 seguem em seu estado natural, os outros cem mil têm sido sedentarizados. Os bosquimanos vivem em África do Sul em Kagga Kamma, perto do deserto do Karoo, próximo a cidade do Cabo, onde tiveram que se adaptar a novas formas de vida.

1 1 1