Uma enzima é produzida em grande quantidade para o funcionamento de determinado tipo de célula de um órgão de um ser vivo. O gene que codifica essa enzima é um alelo dominante(A). Indivíduos com genótipos homozigoto AA apresentam função normal da enzima. Há um alelo recessivo a, que codifica a forma defeituosa da enzima. Indivíduos homozigotos recessivos(aa) apresentam disfunção metabólica devido ao mau funcionamento da enzima. Indivíduos heterozigotos(Aa) apresentam funcionamento parcial das funções metabólicas, que ficam comprometidas com a ausência da enzima. Diante desse relato, analise e justifique a que tipo de caso de mono- hibridismo se refere essa situação?

1

Respostas

A melhor resposta!
2014-03-17T11:21:32-03:00
Analisando o enunciado da questão acredito que seja uma relação de co-dominância ou ausência de dominância (dois nomes e um mesmo sentido).

A ausência de dominância ocorre quando um gene controla uma determinada característica (A) e o outro gene alelo (que faz par com ele) controla outra característica (a). Mas quando os genes aparecem em heterozigoze (Aa), não há domínio de um gene (A) sobre o outro gene (a). Os 2 genes se expressam e o resultado do fenótipo é um meio termo entre o gene A e a. 

Neste caso o enunciado estaria errado, dizer que A é dominante não é verdade, pois neste caso não há dominância.

2 4 2