Respostas

2013-02-01T15:55:09-02:00

O Princípio da Ação e Reação constitui a Terceira Lei de Newton e ao aplicarmos a terceira lei de Newton, não podemos esquecer que as forças de ação e reação:

estão associadas a uma única interação, ou seja, correspondem às forças trocadas entre apenas dois corpos; têm sempre a mesma natureza (ambas de contato ou ambas de campo), logo, possuem o mesmo nome (o nome da interação);atuam sempre em corpos diferentes, logo, não se equilibram.

A definição de força que adotamos é a da manifestação de um ponto no espaço de qualquer tipo de energia, isto é, a força é a energia onde esta se manifesta. O problema da definição do conceito de força deslocou-se para a definição de energia, em física a energia  é a capacidade para realizar um trabalho

Marx designara a força de trabalho como sendo a mercadoria vendida pelo trabalhador. De entre as diferentes mercadorias, a força de trabalho fora definida como uma “mercadoria especial”, tendo uma utilidade “peculiar”. Enquanto cada um dos restantes tipos de mercadorias fornece a sua utilidade concreta, aquela que a caracteriza como mercadoria distinta e lhe confere aptidão para ser trocada, e o valor que contém, a mercadoria especial força de trabalho forneceria como utilidade o trabalho humano vivo. Por sua vez, embora não seja considerado mercadoria, ao trabalho são conferidas as suas próprias utilidades, não só transformar os objetos de trabalho noutros objetos, mas, simultaneamente, criar-lhes o seu valor. Não tendo valor, porque constituiria apenas a utilidade da força de trabalho, ele criaria o valor das mercadorias. Esta dupla função da utilidade da mercadoria força de trabalho — por um lado, dotar as mercadorias das características úteis que lhe conferem aptidão para serem trocadas, e, por outro, criar-lhes o seu valor — constitui um verdadeiro paradoxo no reino das mercadorias.

Fonte(s):http://aparenciasdoreal.

 

O Princípio da Ação e Reação constitui a Terceira Lei de Newton e ao aplicarmos a terceira lei de Newton, não podemos esquecer que as forças de ação e reação:

 estão associadas a uma única interação, ou seja, correspondem às forças trocadas entre apenas dois corpos;

 têm sempre a mesma natureza (ambas de contato ou ambas de campo), logo, possuem o mesmo nome (o nome da interação);atuam sempre em corpos diferentes, logo, não se equilibram.

A definição de força que adotamos é a da manifestação de um ponto no espaço de qualquer tipo de energia, isto é, a força é a energia onde esta se manifesta. O problema da definição do conceito de força deslocou-se para a definição de energia, em física a energia é a capacidade para realizar um trabalho

Marx designara a força de trabalho como sendo a mercadoria vendida pelo trabalhador. De entre as diferentes mercadorias, a força de trabalho fora definida como uma “mercadoria especial”, tendo uma utilidade “peculiar”. Enquanto cada um dos restantes tipos de mercadorias fornece a sua utilidade concreta, aquela que a caracteriza como mercadoria distinta e lhe confere aptidão para ser trocada, e o valor que contém, a mercadoria especial força de trabalho forneceria como utilidade o trabalho humano vivo. Por sua vez, embora não seja considerado mercadoria, ao trabalho são conferidas as suas próprias utilidades, não só transformar os objetos de trabalho noutros objetos, mas, simultaneamente, criar-lhes o seu valor. Não tendo valor, porque constituiria apenas a utilidade da força de trabalho, ele criaria o valor das mercadorias. Esta dupla função da utilidade da mercadoria força de trabalho — por um lado, dotar as mercadorias das características úteis que lhe conferem aptidão para serem trocadas, e, por outro, criar-lhes o seu valor — constitui um verdadeiro paradoxo no reino das mercadorias.

Fonte(s):http://aparenciasdoreal.

 

6 4 6