Respostas

2014-03-30T16:35:35-03:00
Em uma época muito remota, na época do "Paleolitico" a Peninsula Ibérica foi invadida por inúmeros povos, houve assim dentro desse território uma fusão grande de povos, onde houve também, grandes progressos culturais. Antes da chegada dos romanos, no século III antes de Cristo, já povos ao sul de Portugal, ali se fixaram e hoje foram encontrados túmulos micénicos, idênticos às "Criptas Alcalarenses". 

Na região ibérica, que viria a ser Portugal, distinguiu-se uma grande cultura megalitica, e na realidade os iberos foram considerados os nossos antepassados, os quais por volta do ano 1000 até 600 antes de Cristo sofreram a invasão de vários povos, como os Celtas, todavia, na costa de Portugal, os gregos já haviam fundado colônias e podemos considerar também outros provenientes da Mesopotâmia e do próprio Egito. 

O que chamou a atenção dos romanos para a Península Ibérica, foi o general cartaginês Barca, o qual pretendeu assenhorar-se dessa região muito rica, e despertou a cobiça dos romanos que, com a sua força militar apoderou-se da Península e daí hoje nós temos as conseqüências dessa invasão, em alguns aspectos ótimos, em outros não. 

Os romanos não tiveram resistência alguma para a invasão, mas eles não destruíram as administrações existentes, embora houvesse a resistência dos celtiberos (que já era uma fusão dos celtas e os iberos) e dos lusitanos, o que eles queriam era tirar proveito da alimentação, o trigo, azeite, dos minérios, cobre e estanho, de gente para os seus exércitos, sendo que, Lisboa foi considerada o maior Município Romano, de onde escoava para Roma, todas as mercadorias elaboradas pelo então povo lusitano. 

Dos romanos o Portugal atual tirou muita coisa boa, pois que, o nosso idioma, é derivado do Latim, a língua clássica dos magistrados romanos, bem como do Latim vulgar, falado pelas ordas militares dos romanos, ainda a jurisprudência é até hoje qualificada. 

Após, mais de 1000 anos, ou seja no ano de 711, ordas "berberes", os mouros, vindos do norte da Àfrica, do Marrocos e da Mauritânia, da costa da Àfrica, invadiram a Península e expulsaram os romanos, e acabaram ficando até o ano de 1452, porém, já haviam sido expulsos da Espanha e parte da própria Lusitânia e a partir de 1179, do novo Portugal que havia nascido nesse ano. 

Os mouros trouxeram para a Lusitânia e Portugal, alguma coisa boa, como a matemática, as edificações grandiosas, a canalização das águas, deixando sua marca nos povos da região e também a arte da navegação, que resultou nas grandes conquistas marítimas por Portugal.