Respostas

2014-03-31T16:19:04-03:00
Na realidade não tivemos um conflito em si, mas um choque entre dois pensamentos, tomista e aristotélico, e ainda uma busca para quebrar a hegemonia que a Igreja Católica tinha em relação ao seu poderio com os reis, e a liberdade para se praticar a usura (agiotagem), isso foram fatores decisivos para uma mudança de mentalidade. A Reforma Protestante foi um grito para que a Igreja Católica mudasse, tanto que algumas teses de Lutero ajudaram na Contrarreforma que é uma criação de um historiador tanto quanto Revolução ou Golpe Militar, o que importa é que graças a Lutero, a Igreja Católica recebeu um tombo para que refletisse sobre ela mesma, diante do Papa que queria levantar o "Palácio" ou Basílica no Monte Vaticano, mesmo que isso custasse a vida de muitos pela Inquisição como Tetzel e outros, e Torquemada na América Espanhola, mas isso fez surgir dúvidas sobre a santidade da Igreja Cristã Católica Romana, pois como sabemos por relatos como de Maquiável, tivemos Papas que não eram muito cristãos, como tivemos muitos que eram de Cristo e fizeram muita coisa boa. Em todas as estruturas das Igrejas Cristãos vamos ter Ungidos de Deus e Falsos Profetas, e isso não é só no catolicismo, isso terá no ortodoxo e no evangélico também.  A Leitura da Bíblia no idioma do país isso é um grande avanço. Lutero foi necessário para a ruptura de um Mundo em Trevas onde o poder era reafirmado pelo Papa com a coroação do Rei Désposta no Sistema Absolutista.