Em sua opinião, levando em consideração uma análise crítica do fenômeno social e com base na leitura da reportagem, com destaque para o trecho: "de um lado, aplausos de quem vê na mobilização um novo verniz para a luta de classes; de outro, os relinchos dos apavorados de plantão que agora se veem invadidos e a perigo". Como conciliar de um lado: espaços para jovens se encontrarem, ouvir música e se divertirem e, de outro, garantir um espaço com certa segurança para passeios em família com direito a refeições e possibilidades de compras?

1

Respostas

2014-04-10T17:51:46-03:00
R= A solução é simples, todos devem ter consciência de igualdade social e econômica, não preciso aqui conciliar dois espaços, já basta cada cidadão respeitar a diferença do outro, em relação a sua cultura, origem e modo de se divertir. Seria uma estupidez de minha parte que tive um educação familiar e escolar baseada no respeito, na igualdade social, financeira e racial, propor esta segregação. Logo, jovens ao meu ver são todos membros pertencentes a um tipo de grupo, claro que cada um carrega seu esteriótipo, sua identidade! Não precisamos separá-los, pois sendo eles ricos ou pobres possuem o mesmo direito garantido constitucionalmente de frequentar os diversos tipos de lugares, tendo ou não presença de grupos familiares, estes por sua vez, devem ser tolerantes e respeitáveis para aceitar qualquer tipo de grupo social.
1 5 1