Respostas

A melhor resposta!
2014-04-14T20:17:07-03:00
RESUMOA peça conta a história de um velho avarento conhecido como Euricão Árabe. O protagonista é devoto de Santo Antônio e guarda as economias de toda a vida numa porca de madeira. Ao receber uma carta de Eudoro dizendo que este iria lhe privar de seu mais precioso tesouro, Euricão fica apreensivo achando que Eudoro irá pedir o dinheiro da porca. Caroba, a empregada da casa, entende a situação: o tesouro à que ele se refere é Margarida, filha de Euricão. O fazendeiro deseja casar-se com ela. 
Margarida namorava escondido Dodó, filho de Eudoro, Caroba aproveita a situação para arranjar um dinheiro e casar-se com Pinhão, seu noivo. A empregada planeja casar Margarida com Dodó, e Benona, irmã de Euricão, com Eudoro, pois os dois haviam sido noivos no passado. Primeiro ela inventa que Eudoro irá pedir a mão de Benona em casamento, depois se aproveita do medo de Euricão de perder seu dinheiro e combina com ele uma comissão para ajudá-lo a tirar 20 contos de Eudoro. 
Caroba esconde as meninas no quarto, tranca Dodó com Margarida e se disfarça para receber Eudoro como se fosse Margarida. Depois se disfarça de Benona, faz com que Eudoro se apaixone novamente pela antiga noiva e o tranca no quarto com ela.  
Eurico resolve enterrar a porca no cemitério, mas quando levanta de madrugada para pegá-la não a encontra, Pinhão já havia levado a porca para o quarto de Caroba. Ao passar pelo quarto de Margarida, vê a filha saindo de lá com Dodó. Como Dodó tenta se explicar achando que Euricão está bravo por estarem juntos no quarto, ele começa a desconfiar de que o moço roubou sua porca e começam a brigar. 
Ao ouvirem a discussão, todos saem dos quartos. Pinhão pede dinheiro a Euricão para dizer onde está a porca. Quando a recupera, percebe que o dinheiro guardado não vale mais. Os casais se acertam e Euricão termina sozinho com a porca e sem o dinheiro, perguntando a Santo Antônio o que aconteceu.
CONTEXTOSobre o autor
Ariano Suassuna é dramaturgo, romancista e poeta. Defensor da cultura popular de nosso país, especialmente da cultura Nordestina. Sua obra mais conhecida é “Auto da Compadecida”. O autor ocupa a cadeira número 32 na Academia Brasileira de Letras, a cadeira tem como patrono Araújo Porto Alegre.
Importância do livro
A peça O Santo e a Porca representa a manifestação da cultura nordestina. É uma peça teatral dividida em três atos: apresentação dos personagens, desenvolvimento e ápice. O tema gira em torno da avareza, pois o impasse se dá quando o protagonista pensa que irá perder todo o dinheiro que guardava numa porca de madeira. Apesar de ser uma comédia, o texto promove uma reflexão sobre a relação do ser humano com o mundo físico (representado pela porca) e o espiritual (representado por Santo Antônio). 
Período Histórico 
Lançada em 1957, a peça O Santo e a Porca foi inspirada em “Aulularia”, do autor romano Plauto. Ambientada, porém, no Nordeste, acabou ficando bem diferente do original, escrito entre 194 e 191 a.C. 
ANÁLISEO Santo e a Porca é uma peça que, aparentemente, trata de um tema simples que é a avareza, em tom de humor por ser uma comédia. Porém, através da singela história, podemos atentar para desdobramentos mais complexos, como a relação do homem com o divino e com o mundo material.  
O mundo material é simbolizado pela porca de madeira. Neste sentido, a avareza é o sentimento que representa o apego do personagem Euricão aos bens materiais. A importância que dá à porca é tanta que, ao receber uma carta dizendo que seria tirado seu mais valioso bem, ele pensa na porca e não em sua filha.  
Apesar da avareza, Euricão é ligado ao mundo espiritual por ser devoto de Santo Antônio. Na peça, o santo, além de casamenteiro, teria a função de proteger a fortuna do personagem. Ao ver que sua porca corre risco, ele chega a desacreditar no santo. O personagem está sempre entre o divino e o material, o que remete aos conflitos barrocos, em que o homem estava sempre dividido entre o mundo espiritual e o material.
A peça também contribui pra a reflexão e divulgação da cultura nordestina. Os personagens representam diferentes classes sociais e existe uma critica a vida difícil no Nordeste. A personagem da empregada Caroba simboliza a classe social mais baixa da população, que por não ter outras oportunidades, acaba tramando para se dar bem. Além disso, apresenta linguagem simples e direta, chama a atenção do leitor por apresentar uma sequência de acontecimentos, o que mantém o interesse até o fim do texto. 
O desejo descontrolado pela porca faz o personagem Euricão ter um triste fim, termina sem o dinheiro e sozinho.  Já os outros personagens formam casais e terminam felizes. Apesar da avareza, ao perceber que o dinheiro que guardou a vida toda não vale mais nada, Euricão reflete e se pergunta em que estava errando: “Um golpe do acaso abriu meus olhos (...). Que quer dizer isso, Santo Antônio? Será que só você tem a resposta?”. A peça termina com a possibilidade do personagem aprender com tudo o que lhe aconteceu.

3 5 3