O pai deu uma bola de presente ao filho. Lembrando o prazer que sentira ao ganhar a sua primeira bola do pai. Uma número 5 sem tento oficial de couro. Agora não era mais de couro, era de plástico. Mas era uma bola.O garoto agradeceu, desembrulhou a bola e disse “ legal! “. Ou os que os garotos dizem hoje em dia quando gostam do presente ou não querem magoar o velho. Depois começou a girar a bola, à procura de alguma coisa.- Como é que me liga?- Perguntou. CONTINUAÇÃO DO TEXTO EM 18 LINHA

1

Respostas

2014-04-18T21:07:36-03:00
Como assim, como se liga? --- perguntou o pai meio que frustrado --- uma bola não se liga, é um brinquedo pra brincar ao ar livre, pra correr, pra pegar gosto por futebol, mas o menino não se dando por satisfeito contestou o pai dizendo: todos os meu amigos ganham jogos eletrônicos moderno e você me vem com uma bola? O que eu vou fazer com uma bola? Eu não gosto de correr, não gosto de brincar no quintal, tudo que gosto de fazer é ficar no meu quarto ocupado com meu os jogos. O pai ficou muito triste, porque como todo o pai queria aproveitar os finais de semana e brincar com o filho de futebol, sentou com o filho e falou pra ele dos benefícios que brincar ao ar livre traz pra saúde, do bem estar que proporciona as pessoas praticarem atividades físicas ao ar livre e principalmente o prazer que traz correr, brincar, pular. Após essa conversa o menino se convenceu do que o pai lhe falara, não só dos bens pra saúde, mas lhe contou também de quando criança quando não existia essa variedade de brinquedos eletrônicos que em nos dias atuais da alegria que sentiu quando ganhou sua primeira bola, contou que saiu correndo com a bola debaixo chamando os amigos para brincarem com ele. Após a conversa de pai e filho o menino pegou a bola, não se importando como ligava a bola... os dois saíram correndo pelo quintal, jogaram uma partida de futebol e daquele dia em diante, todas as tardes o menino jogava futebol e nos finais de semana, ele joga sempre junto com seu pai.
2 3 2