Respostas

A melhor resposta!
2014-04-23T20:30:29-03:00
Durante o século XVIII o Brasil foi o cenário de uma luta entre duas grandes forças: a igreja e o governo. Os jesuitas chegaram ao país em 1549, mais precisamente em Salvador (cidade fundada com ajuda deles), na Bahia, através da expedição de Tomé de Souza. Além de catequizar os índios, os jesuítas construíram colégios que iam do Ceará a Santa Catarina e foram muitos que deram o seu sangue pelos colégios, por Portugal e pelos indígenas. Com o decorrer do tempo a influência dos jesuítas ia crescendo e eles passaram a ter uma certa independência em relação ao Estado e até da própria igreja.
2 5 2
2014-04-23T20:31:30-03:00
Os jesuítas vieram ao Brasil, comandados por Manoel da Nóbrega, ímbuidos de toda um ideal pedagógico religioso e moral.
Para converter e educar os índios eles os ensinavam a ler e a escrever.
Este método de educação, durou por volta de 210 anos, com a expulsão dos mesmos por Marquês de Pombal.
A ACUSAÇÃO ERA: CONSPIRAÇÃO CONTRA O ESTADO. UMA BARREIRA PARA O DESENVOLVIMENTO DA COLÔNIA, JÁ QUE OS JESUÍTAS ERAM CONTRA A EXPLORAÇÃO TRABALHISTA INDÍGENA (O DESENVOLVIMENTO DO NATIVO ESTARIA NO ATO DE FÉ), CONSIDERANDO OS MESMOS COMO COMODISTAS E DÉBIES.
Seus bens foram confiscados e as bibliotecas destruídas.

Não esquecer que: A educação jesuíta também foi exploradora. Os índios executavam tarefas para os jesuítas e toda sua cultura foi disseminada por ideais religiosos do continente europeu.
1 5 1