Nossa forma de
governo não se baseia nas instituições dos povos vizinhos. Não imitamos os
outros. Servimos de modelo para eles. Somos uma democracia porque a
administração pública depende da maioria, e não de poucos. Nessa democracia,
todos os cidadãos são iguais perante as leis para resolver os conflitos
particulares. Mas quando se trata de escolher um cidadão para a vida pública, o
talento e o mérito reconhecidos em cada um dão acesso aos postos mais honrosos.
[...] Usamos a riqueza como um instrumento para agir, e não como motivo de
orgulho e ostentação. Entre nós, a pobreza não é causa de vergonha. Vergonhoso
é não fazer o possível para evitá-la. Todo o cidadão tem o direito de cuidar de
sua vida particular e de seus negócios privados. Mas aquele que não manifestar
interesse pela política, pela vida pública, é considerado um inútil. Em resumo,
digo que nossa cidade é uma escola para toda Hélade, e cada cidadão ateniense,
por suas características, mostra-se capaz de realizar as mais variadas formas
de atividade.

Com
base neste texto, de autoria do historiador ateniense Tucídides, e considerando
o que você estudou sobre a política e a democracia na antiguidade,
é correto afirmar que:


Escolha uma:

a.
Os postos administrativos de destaque na cidade de Atenas estavam vinculados à
quantidade de bens que o cidadão ateniense possuía.

b.
De acordo com Tucídides, os povos vizinhos de Atenas eram seus imitadores.
Podemos concluir que, dada à proximidade geográfica, Esparta adotou o mesmo
modelo político de Atenas.

c.
A mobilização em busca de riqueza era mais importante para a democracia do que
o debate político, visto que a riqueza era “ [...] um instrumento para agir”.

d.
O texto evidencia que todos os cidadãos deviam interessar-se por política para
não serem considerados inúteis.


1

Respostas

A melhor resposta!
2014-04-28T16:02:58-03:00
Na sua interpretação deu a entender que a resposta é a b
1 5 1