Respostas

2014-05-07T16:07:55-03:00
Durante a Idade Moderna a Monarquia absoluta ou absolutista, era muito comum, segundo a definição clássica, é a forma de governo onde o Monarca ou Rei exerce o poder absoluto, isto é, independente e superior ao de outros órgãos do Estado. Tem como principal característica o seu detentor estar acima de todos os outros poderes ou de concentrar em si os três poderes do constitucionalismo moderno - legislativo, executivo e judicial. 

Esse tipo de governo foi muito comum na Europa ocidental entre o século XVII e meados do Século XIX. Actualmente ainda existem monarquias absolutas no mundo árabe, etc., embora por vezes mais atenuadas e com um pouco mais de distribuição do poder. 

Um exemplo de Estado que teve monarquia absoluta foi a Inglaterra, que adaptou essa forma de governo com Henrique VIII até à Revolução de 1688. Atualmente, é uma Monarquia Constitucional. A Áustria, por exemplo, já foi absolutista. De fato, a maioria das nações européias, na segunda metade do século XVI e nos inícios do século XVII, teve um estreito relacionamento com o absolutismo, tendo este sido fortalecido nos países protestantes pelo desenvolvimento da teoria do "direito divino dos reis". Do lado asiático, temos como exemplos absolutistas o antigo Império Otomano, na actual Turquia. 

Algumas formas de monarquias absolutistas ainda sobrevivem nos dias de hoje. Algumas são mais atenuadas (mistas), enquanto outras são completamente absolutas. 

Monarquias absolutas na atualidade 

O Papa Bento XVI, assim como qualquer outro pontífice é, um exemplo de um Monarca Absoluto.Arábia Saudita 
Bahrein 
Sultanato de Brunei - é uma Monarquia islâmica e quem manda no país é o Sultão 
Catar 
Vaticano 
Ainda há outras, que já estão sob a forma de Monarquia constitucional, como a Jordânia e Arábia Saudita. Esses países, apesar de serem monarquias constitucionais, quem manda realmente e emite os decretos reais é a família real, que age independentemente da acção do Parlamento. 
2 4 2