Respostas

2014-05-07T18:42:20-03:00
Existia a questão religiosa, pois de certa forma havia um mosaico de religiões nesse processo, que dentre as quais destacam-se: 

• ANGLICANOS: Facção dominante, formada pela alta nobreza e por setores ligados ao rei. De certa forma apoiavam o regime absolutista. 
• CATÓLICOS: em pequeno número na Inglaterra, mas muito numerosos na Irlanda. Seus adeptos sofriam constante perseguições. 
• CALVINISTAS: grupo religioso majoritário entre a população inglesa. Estavam divididos em diversas correntes, das quais as mais representativas eram: 
• PRESBITERIANOS: Alta burguesia e latifundiários. Moderados, propunham uma política de conciliação com os anglicanos. 
• PURITANOS: Média e pequena burguesia. Radicais, defendiam o liberalismo político, opondo-se ao absolutismo real. 

As tensões que foram se acumulando no país resultaram em uma guerra civil (1642) entre os partidários da monarquia e os do parlamento. Ao lado do rei se enfileiraram a Igreja Anglicana e a nobreza rural. Com os parlamentares, que constituíam um exército próprio, estavam os moradores de Londres, das cidades litorâneas e os pequenos proprietários das regiões agrícolas mais desenvolvidas. As diferenças de classe, de origem social,expressavam-se nas diferenças políticas e religiosas e as reforçavam continuamente. Os lordes praticavam a religião anglicana. Os partidários dos comuns eram em geral presbiterianos e puritanos. Eles deram ao parlamento uma arma poderosa: o Exército de Novo Tipo
1 5 1