Respostas

2014-05-08T13:18:19-03:00
 Aristóteles defendia a Aristocracia, o governo dos "melhores", assim entendidos, os intelectualmente mais dotados e mais cultivados. Os clássicos tem sido chamados de "direitistas" (mesmo tendo vivido tão antes da Revolução Francesa), sobretudo Platão, mas este ponto de vista é controverso. De toda forma, o termo "igualdade social" não tem como se aplicar a Aristóteles. Os "iguais", os "pares", ou "homoioi" no mundo grego, aqueles que debatiam democraticamente na ágora, eram os homens de sangue heleno, excluindo-se desse regime as mulheres, os estrangeiros e os escravos.