I.
Periodicamente, consciente ou inconscientemente, buscam-se
superficialidades e perde-se muito tempo com trabalhos escolares que não
exigem raciocínio, basta replicar ou fazer uma simples paráfrase de
ideias para se alcançar a nota que já é praticamente esperada. Além
disso, muitos gostam de falar sobre futebol, novela e big brother, mas
discutir sobre outros assuntos é exaustivo.

PORQUE

II.
Em geral, o homem tem preguiça de pensar todo o pensável e contenta-se
com fragmentos de ideias, recusa-se a uma coerência absoluta. Não leva
até ao fim o esforço de entender. E, exatamente porque não o faz, toma,
em relação à sua capacidade de inteligência, uma absurda posição de
orgulho. Compara o pouco que entendeu com o menos que outros entenderam,
jamais com o muito que os mais raros puderam perceber. Sobre o conteúdo desses fragmentos textuais, bem como a relação proposta entre eles, é CORRETO afirmar:




ALTERNATIVAS











a) Ambos os fragmentos apresentam conteúdos incoerentes, porém o fragmento II não serve de justificativa para o I.









b) O fragmento I sugere uma
crítica que não procede, pois não expressa uma tese passível de
comprovação, tampouco o fragmento II serve de explicação para sustentar
essa crítica.








c) O fragmento I expressa uma
situação crítica comum em nossa sociedade e o II traz ideias que, ao
mesmo tempo, explicam e apontam uma das causas dessa situação.









d) O fragmento II serve de
contra-argumento para a tese defendida no fragmento I; sendo assim, o
uso do "porque" proposto entre eles não está coerente.








e) Ambos os fragmentos apresentam conteúdos falaciosos, ou seja, são bem elaborados, porém distorcem a veracidade dos fatos.

1

Respostas

2014-05-10T16:00:00-03:00
Alternativa C, O fragmento I expressa uma situação crítica comum em nossa sociedade e o II traz ideias que, ao mesmo tempo, explicam e apontam uma das causas dessa situação.