Respostas

2014-05-14T15:00:06-03:00
Evolução da mão-de-obra familiar, dos empregados permanentes, dos empregados temporários e dos parceiros, ocupados na agricultura das regiões Norte e Noroeste Fluminense. No período de 1970 a 1975, os parceiros cresceram menos que os demais tipos de mão-de-obra. Entre 1975 e 1980, a mão-de-obra familiar e os empregados temporários tiveram crescimento inferior ao crescimento do total de pessoas ocupadas na agropecuária das regiões Norte e Noroeste. Na primeira metade da década de 80, os empregados permanentes, que apresentaram maior dinamismo em toda a década de 70, exibiram, juntamente com os empregados temporários, crescimento inferior ao apresentado pela mão-de-obra familiar e pela parceria, fato que pode estar associado à crise econômica desse momento, e em particular à exaustão do modelo de modernização agrícola até então vigente. No período de 1985 a 1995, houve maior crescimento da mão-de-obra familiar e dos empregados permanentes.
não é mão de obra é a evolução da mão