Toda a matéria é constituída de átomos. Atualmente essa
afirmação suporta todo o desenvolvimento da química. Ao longo dos anos, foram
propostos vários modelos para descrever o átomo. Em 1911, Rutherford realizou
um experimento com o qual fazia um feixe de partículas alfa, de carga positiva,
incidir sobre uma fina lâmina de ouro. Com esse experimento, observou que a
maior parte dessas partículas atravessava a lâmina sem sofrer qualquer desvio.
Diante dessa evidência experimental, é correto afirmar que:



a) o átomo não é maciço, mas contém muitos espaços
vazios.


b) o átomo é maciço e indivisível.


c) os elétrons são partículas de carga negativa e se
localizam no núcleo do átomo.


d) o núcleo do átomo é constituído de cargas positivas e
negativas.


e) o átomo é formado por uma “massa” de carga positiva,
“recheada” de partículas de carga negativa: os elétrons.

1
Letra A
Porque se a maioria das partículas passaram sem desviar o átomo tem mais espaço vazio do que preenchido, mas se como algumas partículas desviaram não podemos concluir que o átomo é totalmente por igual, ele tem massa, e a maioria dessa massa é localizada no Núcleo. O nucleo é formado por prótons- carga positiva - e neutrons - sem carga, as particulas alfa eram positivas por isso se repeliram ao nucleo que tbm é positivo.

Respostas

2014-05-17T18:46:00-03:00
É questão de lógica , se os feixes alfa  atravessavam a lâmina de outro , sem sofre qualquer desvio . Esta claro que os átomos continham espaços vazios . Então o átomo não é maciço e contém espaços vazios . Fora que esse experimento derrubou a teoria que o átomo era indivisível . Letra A