Respostas

2014-05-20T17:22:38-03:00
Jean Bodin, autor de A República defendia a ideia de que as decisões reais representavam a vontade de Deus, desse modo nenhum súdito poderia desrespeitar as ordens do rei pois estaria desobedecendo a Deus. Semelhante a Bodin, Bossuet, autor de Política Segundo as Sagradas Escrituras, justificava o poder do rei sob a óptica religiosa. Desse modo, esses dois teóricos são considerados os criadores da Teoria do direito divino dos reis, sintetizada pela expressão "um rei, uma fé, uma lei". Seguindo essa ideia o rei nunca precisaria justificar os seus atos, pois estava predestinado a governar a sociedade.
Já Thomas Hobbes, em sua obra O Leviatã, argumenta que as sociedades primitivas viveram em estado de guerra pois eram desprovidas de uma autoridade para guiá-las. Logo, propunha que toda a sociedade deveria ser governada por um homem autoritário para que ele possa eliminar a desordem e insegurança.
3 3 3