Respostas

2014-05-20T20:29:51-03:00
Crase é tipo um acento agudo invertido dessa forma :

à è ì ò Ù
2014-05-20T20:44:37-03:00
Junção de dois "a"s.
Mas não pode ser sempre (em todos os encontros de "a"s).
Acho que o correto é falar que é a junção de 2 artigos "a", veja exemplo pra entender melhor:

Exemplos:
Eu gosto da armadura.
Nesse caso não se aplica.

Eu me referi a a Luciana
(Nossa mas isso não existe, sim nesse caso você transforma em crase)
Eu me referi à Luciana.

Luciana é uma mulher então é a Luciana.
Quem se refere se refere a alguma coisa.
Se você ajuntar os dois fica: Eu me referi a a Luciana.
É mais ou menos por ai.

Como acontecesse com o "o":
Eu me referi a o Paulo
Eu me referio ao Paulo.
Viu? é igual, mas a + o = ao... a + a = à.

Eu me dirigi a a Igreja.
Eu me dirigi à Igreja.

Existe uma musiquinha (Ritmo do dingle bell's)
Se vou a volto de crase para que?
Se vou a volto da crase haverá (à!)
Isso se aplica em lugares, mas nem sempre, só use isso como um "escape" se não se lembrar da teórica.
Ex:
Vou a Pernambuco
Volto de Pernambuco
Crase pra que?

Vou à Bahia
Volto da Bahia
Crase haverá!
Quanto ao è, ì, ò, ù. Não há como ser aplicado na língua portuguesa. Até porque o únicos artigos simples com vogais é "o , a, os, as" ... e para "o" não tem como ficar "ò", apenas "ao".
Da mesma forma serve pra plural.
Ex: Me refiro a as garotas -> Fica: Me refiro às garotas.;