Respostas

2013-03-03T21:54:41-03:00

claro que não migata. desija eu justificar por que, bem  lingua brasileira  possui varias variações regionais, cada regiao possui o seu "portugues estilizado". a ci~ecias da linguagemdiz que a função da lingua é a comunicação, por isso o regionalismo não é um erro, mas isso não significa não é necessario que não se aprenda a falar a lingua padrão pois em certas ocasiõe vc tera que fazer uso desta variedade da lingua e não de um regionalismo. Imagine vc em um hospital e o medico lhe fala assim; leva essa paciente pra sala di cirugia que nois tem qui opera pra mode ela ficar meió. eu não gostaria de ser operado por um médico desses pois da a entender que ele não é formado, entende? não aprender a lingua padrão e como se vc se restringisse a entrar em certos locais por medo de não saber conversar, oui por não ser entendido no meiode pessoas mais cultas.

2 5 2
2013-03-04T19:51:45-03:00
Língua Padrão: A gramática é um conjunto de regras que estabelecem um determinado uso da língua, denominado norma culta ou língua padrão. Acontece que as normas estabelecidas pela gramática normativa nem sempre são obedecidas pelo falante.   Os conceitos linguagem formal e linguagem informal estão, sobretudo associados ao contexto social em que a fala é produzida.      Informal: Num contexto em que o falante está rodeado pela família ou pelos amigos, normalmente emprega uma linguagem informal, podendo usar expressões normalmente não usadas em discursos públicos (palavrões ou palavras com um sentido figurado que apenas os elementos do grupo conhecem). Um exemplo de uma palavra que tipicamente só é usada na linguagem informal, em português europeu, é o adjetivo “chato”.
Formal: A linguagem formal, pelo contrário, é aquela que os falantes usam quando não existe essa familiaridade, quando se dirigem aos superiores hierárquicos ou quando têm de falar para um público mais alargado ou desconhecido. É a linguagem que normalmente podemos observar nos discursos públicos, nas reuniões de trabalho, nas salas de aula, etc.     Portanto, podemos usar a língua padrão, ou seja, conversar, ou escrever de acordo com as regras gramaticais, mas o vocabulário (linguagem) que escolhemos pode ser mais formal ou mais informal de acordo com a nossa necessidade.
1 5 1