Respostas

2014-05-21T22:22:41-03:00
1 - A ocupação do nordeste brasileiro foi planejada pelos dirigentes da companhia das índias ocidentais, movidos pela perspectiva de lucros que o açúcar oferecia e pela necessidade de romper o embargo espanhol, reativando as rotas comerciais entre algumas possessões da costa atlântica da áfrica e da américa com a europa. 2 -  Utilizando técnicas de guerrilha e contando com o reforço de tropas espanholas e guerreiros indígenas, as forças luso-brasileiras impediram a ocupação do território pretendido pelos invasores, que se renderam um ano depois. Os holandeses então foram para pernambuco, onde a companhia das índias ocidentais enviaram Maurício de Nassau para pacificar a região e governar com a colaboração dos luso-brasileiros. Porém  surgiram desentendimentos entre Nassau e a companhia das índias ocidentais, o que levou ele à sua saída em 1644. Depois da saída de Nassau, a companhia das índias ocidentais passou a pressionar os senhores de engenhos para que aumentassem a produção açucareira, pagassem, mais impostos e liquidassem as dívidas atrasadas. Ameaçando confiscar os engenhos de seus proprietários caso as exigências não fossem cumpridas, além de limitarem a tolerância religiosa. Em reação  à isso, grupos de luso-brasileiros reuniram-se para expulsar os holandeses diversos setores sociais da colônia, como senhores de engenho, grupo de indígenas e africanos uniram-se momentaneamente para combater os holandeses, que perdendo, renderam-se. O fato ficou conhecido como "insurreição pernambucana" e as principais batalhas travadas foram as "batalhas dos guararapes".
1 5 1